Sobre Psicóloga Thaiana Brotto

CRP 106524/06. CEO do consultório Psicologo Com.Br. Graduação em Psicologia pela PUC-PR em 2008. Pós-graduação em Terapia Comportamental pela USP. E pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC.
Você tem medo de elogios?

Qual é a sua reação ao receber um elogio? Aceitar de bom grado ou responder com “são seus olhos”, “é impressão sua”, “não é nada demais” e tantas outras formas de recusar o reconhecimento por algo bom?

Se você tem o costume de proferir essas frases sempre que alguém decide colocá-lo em uma posição de destaque, é provável que tenha medo de elogios.

Continue lendo
7 dicas para fazer escolhas e deixar de ser indeciso!

Você é muito indeciso? Já passou longos minutos decidindo entre duas ou mais opções, mesmo que a decisão não fosse tão complicada? Você pode ter até desistido de tomar uma decisão porque os prós e contras se demonstraram muito complexos. As pessoas provavelmente reclamam da sua incapacidade de decidir qualquer coisa com agilidade.

A indecisão é um sinal de falta de confiança em si mesmo.

Continue lendo
10 formas de identificar amizades tóxicas

As amizades também podem ser tóxicas. Ser amigo das pessoas erradas pode causar tantos danos quanto estar em um relacionamento abusivo.

Ao invés de aumentar os momentos de parceria e trazer conforto para a sua vida, as amizades tóxicas trazem frustração e exaustão, de acordo com psicólogos.

O que são amizades tóxicas?

Amizades tóxicas são laços que cultivamos que nos fazem mal. Os amigos tóxicos fingem querer o nosso bem e podem até demonstrar afeto ou oferecer ajuda em momentos de necessidade, mas possuem segundas intenções em relação à amizade.

Continue lendo
Humor oscilante? Veja 8 causas para a mudança de humor

O humor é um dos principais indicadores de que algo não está bem conosco, seja fisicamente ou psicologicamente. Por isso, quando ouvimos “você está de mau humor” com frequência, não devemos descartar essa observação de imediato.

Psicólogos aconselham refletir sobre as oscilações de humor para que condições sérias não sejam ignoradas ou diagnosticadas tardiamente!

Continue lendo
Novembro Azul: tudo sobre o movimento e a saúde mental masculina

O Novembro Azul é o movimento global dedicado à saúde dos homens, mais especificamente à saúde dos pacientes de câncer de próstata. A cada ano, cerca de 65 mil brasileiros são diagnosticados com a doença. Como os sintomas tendem a aparecer somente quando o câncer está avançado, a maioria dos homens descobre a patologia tardiamente.

O diagnóstico tardio dificulta a cura do câncer de próstata. Por isso, as consultas anuais ao médico a partir dos 50 anos são indispensáveis para garantir a saúde dos homens nessa faixa etária.

Continue lendo
Sensação de vazio: por que a sentimos e como combatê-la

A sensação de vazio é incômoda, porém muito comum. Muitos já sentiram o estranho sentimento de vazio interior em algum momento da vida. Na verdade, é esperado que a maioria passe por essa experiência pelo menos uma vez.

Em épocas de transição, como da adolescência para a vida adulta, ou da vida adulta para a velhice, as pessoas se sentem perdidas diante do mundo de possibilidades recém aberto para elas. Da mesma forma, os períodos de mudança (de cidade, de país, de emprego, da família) causam uma sensação semelhante. Os propósitos se modificam com a nova realidade, podendo levar tempo para que elas os reencontrem. 

Continue lendo
Quando levar os filhos para a terapia?

Os pais estão atentos a qualquer sinal de enfermidade física nos filhos. Tosse, febre, dor de barriga… Esses sintomas garantem uma visita imediata ao médico. Mas e quando os filhos apresentam outro tipo de incômodo?

Crianças e adolescentes, especialmente na sociedade atual, também podem ter ansiedade, depressão, pânico e estresse. Quando essas condições se fazem presente, o ideal é levar os filhos para a terapia. No entanto, não é tão simples abordar esse assunto com as famílias. Pais e tutores tendem a se culpar, não aceitar a situação ou simplesmente desconhecer o que é terapia e como os psicólogos atuam. 

Continue lendo
Guia para deixar de se importar com o que os outros pensam

Deixar de se importar com o que os outros pensam não costuma ser fácil para a maioria das pessoas. Muitos crescem apegados à necessidade de validação alheia, seja dos pais, familiares, amigos, professores ou desconhecidos.

Em algumas ocasiões é interessante analisar como pensam ao nosso respeito. Por exemplo, o seu chefe pode estar buscando um profissional com atributos específicos e, ao modificar a sua conduta para se encaixar nos requisitos, a sua carreira pode avançar consideravelmente.

Continue lendo
Como perdoar e reatar laços familiares?

Como perdoar alguém, especialmente alguém da própria família, que lhe causou dores emocionais, físicas ou psicológicas?

Os relacionamentos que cultivamos ao longo da vida já costumam ser complicados. Os envolvendo familiares, então, são ainda mais! Por isso, segundo os psicólogos, o perdão pode vir com dificuldade ou simplesmente não acontecer devido a conotações negativas, advindas de interpretações equivocadas sobre o ato de perdoar.

Reestabelecer laços familiares é, na verdade, um processo que exige paciência, escuta e flexibilidade de ambos os lados. Junto com o pedido de perdão, vêm as lembranças do sofrimento passado e as emoções sentidas na ocasião afloram novamente. A má administração delas pode fadar o relacionamento ao esquecimento.

Continue lendo
guia-pratico-para-reconhecer-e-valorizar-as-suas-qualidades

A capacidade de reconhecer qualidades e atributos positivos é muito valiosa. A pessoa com autoestima elevada sabe a importância das suas habilidades, valores, qualidades e traços de personalidade, além de ter conhecimento sobre como utilizá-los para favorecê-la. É por essa razão que os demais a veem como exemplo de autoconfiança e de determinação.

Não é que essa pessoa seja uma super-heroína, capaz de aguentar todo o tipo de adversidade com bravura. Ela apenas conhece a si mesma e não desrespeita os seus limites. Você também pode desenvolver essas competências!

Continue lendo
como-recuperar-a-vida-esteja-no-controle

Você está no controle de sua vida ou está apenas se deixando levar, esperando que os acontecimentos venham até você e as oportunidades e mudanças se apresentem de repente?

Com qual frequência você se sente insatisfeito(a) ou entediado(a) em sua vida? É comum que no final do dia você se pergunte o que estava fazendo? Muitas vezes, parece que a vida passa rápido sem que percebamos isso ou temos a sensação de que não estamos vivendo “da maneira correta”.

Se esses pensamentos deixa você com a sensação de que não está fazendo o que deveria ou que algumas coisas poderiam ser diferentes, de acordo com os psicólogos, sempre há tempo para rever esses comportamentos e criar novos caminhos.

Continue lendo
como-ser-romantico-com-sua-namorada

Relacionamentos demandam atenção e manutenção constantes, e isso está ligado diretamente à maneira como lidamos e como tratamos a nós mesmos, para então cuidarmos bem de uma relação.

Acredite, manter um relacionamento saudável e harmonioso não tem nada a ver com comprar vários presentes e sair para jantar fora todo final de semana: segundo os psicólogos especialistas em relacionamentos, permanecer uma pessoa carinhosa, atenciosa e de bom humor ao longo dos anos, é a chave para um relacionamento de sucesso.

Gestos românticos, palavras carinhosas e atenção real ao que o outro diz e sente não apenas mantêm o seu par feliz, como comprovadamente aumenta o sistema imunológico (ou seja, saúde física de cada um), bem como, indica menos chances de possíveis rompimentos.

Continue lendo
4-sinais-de-que-esta-na-hora-de-mudar-de-vida

Mudanças, geralmente, são positivas. Vamos entender um pouco melhor sobre os momentos em que as mudanças são importantes e como podemos encará-las com assertividade e resiliência.

Nós, seres humanos, somos concebidos para sobreviver. A longa história evolutiva nos ensinou que os ambientes mais difíceis aumentarão as nossas chances de sobrevivência mais do que os ambientes mais controlados e confortáveis.

Então, por que hoje se tem tanto medo de mudanças, quando elas realmente são necessárias em nossas vidas? Seria isso o que chamamos, a grosso modo, de zona de conforto?

Continue lendo
vicio-em-redes-sociais-nao-esta-na-hora-de-dar-uma-pausa-no-facebook

Você já sentiu que passa tanto tempo nas redes sociais que quer jogar seu smartphone fora? Você não é o único: saiba como se livrar do vício em redes sociais!

O que é uma pausa nas redes sociais? Uma pausa na mídia social é apenas isso: um período em que você deixa de usar ativamente suas contas e percebe se o vício em redes sociais realmente existe.

É isso mesmo, se o vício em redes sociais existe, significa que você deve dar um tempo em ver os feeds de amigos, stalkear e se preocupar com o que postar, aguardando curtidas e aprovação dos outros.

Segundo os psicólogos, é muito fácil criar o vício nas redes sociais pelas sensações de prazer emocional e pertencimento que elas trazem. No entanto, como todo vício, quando essas sensações não são atendidas, um ciclo de frustração e negação se inicia e o indivíduo continua em busca dessa aprovação, criando um comportamento compulsivo.

Continue lendo
casamento-feliz-um-guia-para-casamentos-felizes

Não existe uma fórmula mágica para ter um casamento feliz. Mas com algumas dicas é possível ter um relacionamento saudável e duradouro.

Não é nenhum segredo que o casamento não é tão simples assim, ele dá muito trabalho. Afinal, somos apenas humanos, e como tal, cometemos erros. Há dias ruins e, às vezes, até esquecemos de datas importantes, não é verdade?

Porém, um casamento saudável exige mais do que apenas “trabalho”. Mas aqueles que dizem que todo “casamento é um trabalho”, não estão totalmente errados, segundo afirmam os psicólogos

Continue lendo
suicidio-um-problema-de-saude-publica

Neste texto vamos tratar sobre a dificuldade de falar sobre suicídio e o que a saúde pública tem feito sobre o tema.

Os dados são alarmantes e os números seguem em crescimento. O suicídio é um problema de saúde pública e, infelizmente, ainda é tratado como um tabu por grande parte da sociedade. As doenças psicológicas são as maiores causadoras, e, segundo os psicólogos, sendo o transtorno bipolar o que apresenta a maior taxa de suicídio, seguido da depressão.

O certo é que nosso modo de vida não tem contribuído com a redução de casos de suicídio. Pelo contrário, a solidão, a individualidade, os meios digitais e dificuldades financeiras contribuem para a falta de qualidade de vida e isolamento social, que podem agravar os sintomas de pessoas com tendências suicidas. 

Continue lendo
sinais-de-que-seu-casamento-pode-estar-me-risco

Nós, seres humanos, somos criaturas essencialmente sociais. Culturalmente vivemos em grupos e inconscientemente sentimos necessidade de acolhimento e pertencimento.

Segundo psicólogos, somos projetados para buscar relacionamentos significativos com outras pessoas, e um relacionamento conjugal é um dos tipos mais comuns de relacionamento e, também, um dos mais complexos.

Justamente por causa dessa complexidade, muitos casais têm buscado formas de deixarem a relação mais saudável, além de quererem se compreender e respeitar os espaços de cada um dentro da relação.

Continue lendo