Newsletter Gratuita
Assine Aqui

5 técnicas de relaxamento incríveis

Categoria dos serviços dos psicólogos: demandas comuns em clínica de psicologia
Técnicas de Relaxamento Incríveis

Conheça as 5 técnicas de relaxamento que poderão ajudar a mudar a sua vida

Relaxar, hoje em dia, parece ir na contramão da rotina urbana. Segundo os psicólogos, temos cada vez menos tempo para o ócio, para o nosso lazer, tempo livre para programar aquilo que desejaríamos fazer.

E, relaxar conscientemente, em meio a tudo isso, então? Parece ser impossível! Pois bem, aqui daremos 5 dicas incríveis e técnicas de relaxamento para transformar o seu dia a dia e você mesmo.

A ansiedade, o estresse, a correria da rotina, as cobranças do trabalho, do estudo e de casa, tornam o nossa saúde emocional suscetível a transtornos como o medo, a tristeza, a depressão e a raiva. E, se não tratadas imediatamente, podem ocasionar sintomas e consequências mais sérias.

5 Técnicas de relaxamento

Psicólogos

Conheça os psicólogos e psicólogas do consultório. Veja o perfil detalhado de cada profissional.

A EQUIPE DE PSICÓLOGOS

Como podemos lidar com a nossa rotina e ainda ter tempo para poder desenvolver as técnicas de relaxamento?

Ter uma vida de melhor qualidade começa com alguns pequenos e simples exercícios. Com a função de te ajudar, separamos essas técnicas de relaxamento são aconselhadas para diminuir os estados de ansiedade e estresse. Veja como funcionam.

>>> Veja também: Você conhece as suas necessidades reais?

1. Estar Só

Descubra qual é o melhor momento, a hora em que você se encontra mais sozinho em casa, para que ninguém possa interrompê-lo. Poucos minutos serão necessários para isso.

Garanta um momento de tranquilidade. Dedique um tempo para você, nem que sejam 10 minutos diários.

2. Posição

Encontre a melhor posição, aquela que seja mais confortável possível para realizar o relaxamento. Pode ser sentado na cama, em uma cadeira ou puf, no chão, deitado… Descubra, experimente, sinta-se dono da experiência.

>>> Veja também: 6 dicas para ter mais assertividade em sua vida

3. Respiração

5 minutos de uma respiração feita de forma correta, ou seja, de inspirações e expirações, longas e profundas, já é ideal para estabelecer um mínimo relaxamento físico e emocional.

4. Tranquilizar a mente

O próximo passo, depois de fazer uma série de respirações profundas por 5 minutos, é começar a focalizar um ponto fixo em sua mente. Pode ser um objeto, uma ideia, uma palavra, um tipo de mantra, qualquer coisa que não desperte a sua desconcentração.

5. Mentalização

Valor Consulta Psicóloga Suzane






Não quero informar nome ou e-mail





Ao esvaziar a mente de forma gradual, você começará a praticar uma espécie de mentalização sobre algum objetivo específico, que pode ser uma meta a ser alcançada, um planejamento futuro, uma decisão a ser tomada.

Pode ser, simplesmente, nada, isto é, sem pensar ou focar em nenhuma meta: apenas relaxar profundamente. Isto também é possível.

Os benefícios das técnicas de relaxamento são visíveis. Quanto maior for o nível de sua experiência neste momento, que deve ser importante para você, sem secundarizá-lo, maior será a sua capacidade de lidar com a rotina para os dias seguintes.

Retomar o ritmo do dia a dia de uma forma leve, sem o peso da ansiedade, é esfriar a cabeça e as emoções, pois desta forma, a mente passará a agir de forma mais equilibrada. Desacelerar o ritmo interno é importante. Pratique as técnicas de relaxamento, sempre prestando mais atenção em como você respira.

Muitas vezes, nós respiramos de forma inconsciente sem prestar atenção na forma como fazemos, realizando assim, uma respiração incompleta e insuficiente. Liberar as tensões musculares ajuda a descontrair tendões e nervos.

Ao mesmo tempo, liberando o corpo de suas amarras, equilibrando pela respiração, a mente começará a relaxar de forma a causar sensações de bem-estar.

Mantenha conjuntamente com estas técnicas de relaxamento, hábitos saudáveis, pois apenas uma mente livre de negatividades e tensões, não poderá tornar completa uma vida com estilos contraditórios. Repense a alimentação, veja os sinais de estresse que atrapalham o seu raciocínio, organize a sua rotina, planeje melhor o seu tempo, dedique espaço para o lazer.

O recolhimento faz parte da qualidade de vida. Não “fazer nada”, é respeitar a si próprio. Nem só de atividade intensa vive o corpo e a mente. O momento presente e não apenas o futuro, faz da concentração, o ideal para “ouvir” seus sentidos.

Como Escolher meu Psicólogo?

Confira no nosso guia completo sobre psicólogo e psicoterapia. Nele você encontrará dicas do que considerar na escolha do seu psicólogo.

COMO ESCOLHER MEU PSICÓLOGO

Procure alternativas como a massagem, técnicas de relaxamento como o Yoga, mais suaves e introspectivos como o Tai Chi Chuan e a psicoterapia que podem complementar os exercícios de relaxamento.

Se puder, nos casos de ansiedade, evite àqueles que são de competição ou de intensa explosão energética como lutas marciais e musculação. Opte por caminhadas, bicicleta, dança, natação, trilhas, práticas meditativas, etc. O mais importante é: pratique todos os dias estas 5 técnicas de relaxamento.

Você curtiu estas dicas de técnicas de relaxamento? Então pode se interessar por esse texto também: 7 dicas para melhorar a memória.

Quem leu esse texto também se interessou por:

  • O poder do otimismo

    O poder do otimismo
    O conceito do otimismo envolve uma mistura de emoções construtivas e uma atitude positiva. O poder do otimismo é capaz de mudar vidas, afirmam os psicólogos
  • 5 sinais de que você promove a autossabotagem

    Autossabotagem, consultório do psicólogo em São Paulo
    A autossabotagem é algo comum, embora seja imperceptível para maioria das pessoas, conforme diz psicólogo com consultório localizado em São Paulo
  • Engolir ou explodir de raiva, o que é pior?

    Engolir ou explodir de raiva
    Saiba o que é mais prejudicial, suprimir ou explodir de raiva. Entenda as nuances sob a perspectiva da psicóloga, cujo consultório se localiza em São Paulo

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Autora
Thaiana F. Brotto

CRP 106524/06

FORMAÇÃO

Graduação em Psicologia pela PUC-PR em 2008. Pós-graduação em Terapia Comportamental pela USP. E pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC.