O medo de perder que se torna irracional e anula nossa vida

Categoria dos serviços dos psicólogos: pânico, medo e fobia
Medo de Perder e Psicologia

O medo de perder tem prejudicado muitas pessoas. Trata-se de uma causa muito comum para hábitos autodestrutivos. Leia o texto e saiba mais.

O medo de perder faz com que muitas pessoas deixem de desfrutar a sua vida além de gerar diversos transtornos associados como a ansiedade, por exemplo. Ter esse medo é natural, mas quando ele se torna uma crença limitante e passa a dominar nossos atos, isso se torna um problema muito grave, afirmam os psicólogos.

Existem diversos tipos de perda que as pessoas temem, tais como:

  • Você tem medo de morrer?
  • Tem medo de perde sua esposa ou marido?
  • Tem medo de perder seu filho?
  • Medo de perder seu emprego?

Medo de perder é natural e necessário. Mas quando ele se torna irracional, limitante e passa a controlar seus atos, aí ele se torna um problema.

Está a procura de psicólogo em São Paulo para questões de medo, pânico ou fobia? Conheça os nossos psicólogos, veja o valor das consultas e agende sua consulta diretamente pelo nosso site.

Por exemplo, é natural que você tenha medo de perder seu filho. Isso faz com que você tenha os cuidados necessários para preservar a vida e o bem-estar dele.

Mas quando ele se torna irracional, você passa a ter atitudes prejudiciais com seu filho como, por exemplo, o proibindo de ter atividades saudáveis como ir ao cinema. E isso vai gerar um problema gravíssimo a longo prazo.

Gostaria de entender os mecanismos que fazem o medo de perder irracional? Então acompanhe o nosso texto.

Entendendo quando o medo de perder é irracional

O ser humano tem um conflito interessante: ele tem medo de perder algo que perderá de qualquer maneira. E isso gera uma preocupação tão grande que vivemos em função de algo que não temos controle e acabamos por perder um tempo precioso de vida e felicidade.

De fato, sacrificamos tudo o que amamos – se necessário – apenas para evitar pensar em “perder o que amamos”. Isso é racional? O medo “irracional” de aranhas ou aviões faz sentido. Podemos evitar isso e sobreviver. Mas o medo “racional” da morte não faz sentido. Não é como se pudéssemos evitar a morte.

Lidando com o medo da perda

Hoje já existem estudos e uma teoria para quem tem medo de perder tudo. Conhecida como Teoria do Gerenciamento do Terror, ela nos ensina que estamos tão receosos do pensamento de perder tudo (morrer) que ficamos determinados a não pensar nisso. E isso faz com que o pensamento se torne ainda mais intrusivo…

Buscar fortemente não nos aperceber de algo é chamado de negação. Esse tipo de comportamento muitas vezes acarreta no contrário do que desejamos: passamos a pensar com mais frequência e somos levados a compulsão. Essa compulsão pode nos levar a hábitos autodestrutivos e indesejados, como medo de sair de casa, por exemplo.

Como lidar com a perda

Se existe algo em que os seres humanos são notáveis é em modificar o resultado natural das coisas. E, infelizmente, muitos dos efeitos colaterais dessas mudanças podem ser desastrosas para a sociedade e para o meio ambiente.

Por isso muitas pessoas, ao lidarem com o medo de perder, costumam tentar mudar o resultado natural de sua vida. E isso as faz tomarem atitudes extremamente prejudiciais. Por exemplo, imagine uma mãe ou pai que alimentou um medo irracional de perder seu filho. Eles sabem que, quando chegar a vida adulta, seu filho sairá de casa e construirá sua vida.

Pais que possuem o medo irracional de perder seu filho passam a adotar atitudes extremamente prejudiciais, tais como prendê-los demais em casa ou ainda os protegendo demais, criando adultos despreparados para vida. Esse tipo de proteção faz com que os próprios filhos tenham medo de sair do lar, o que gera adultos com adolescência tardia (sendo dependente dos pais aos 30 anos, por exemplo).

Podemos e devemos promover mudanças, mas elas não devem ser movidas por compulsões e medo irracional. Antes de mais nada, é preciso aceitar a natureza, nos aceitarmos como parte dela. Existe acontecimentos em nossa vida que serão inevitáveis, negá-los ou ainda criar obsessões por eles apenas gerará sofrimento, mais transtorno e o fará perder um tempo precioso da sua vida.

O medo de perder é muito grave. E quando se torna irracional, é necessário muitas vezes buscar a ajuda de um psicólogo para lidar com ele. Isso por que ele chega a um determinado nível de compulsão e obsessão que apenas um profissional treinado é capaz de lidar ele.

Gostou do artigo? Então veja outros artigos interessantes em nosso site.

Quem leu esse texto também se interessou por:

Autora: Thaiana F. Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.