Newsletter Gratuita
Assine Aqui

5 atitudes positivas para amenizar o transtorno bipolar

Categoria dos serviços dos psicólogos: terapia cognitivo comportamental
5 atitudes positivas para amenizar o transtorno bipolar

Criando atitudes positivas você pode amenizar o transtorno bipolar. Gostaria de aprender mais? Leia o texto.

Todo pensamento negativo é doloroso. As pessoas que passam a desenvolver padrões de pensamentos negativos muito cedo, tendem a reproduzi-los na fase adulta.

Saiba como uma pessoa pode amenizar o transtorno bipolar pela mudança de padrões de pensamentos e a psicoterapia é uma forte aliada nesse processo.

Transtorno Bipolar e Depressão

O transtorno bipolar possui alguns sintomas específicos e pode ser de difícil diagnóstico. Para determiná-lo é preciso estar atento a todos os sinais de humor e observar o histórico familiar.

Como é percebido o transtorno bipolar? As ideias ficam mais rápidas, a fala da pessoa se torna prolixa demais, os pensamentos costumam ser de “grandeza” e podem ser delirantes, humor eufórico, falta de medida das consequências de seus atos etc. afirmam os psicólogos.

Mas e as características de bipolaridade alternados nessas duas fases de euforia (mania e hipomania) e depressão? A primeira é marcada pelo excesso de humor hiperativo e a segunda é a depressão em si, cujos sintomas caem em seguida, pela falta de esperança e sentido na vida, alterações fisiológicas, hormonais, sono e apetite, entre outros.

Para identificar a depressão ainda, ela é divida pela psicologia nos seguintes subgrupos:

  1. Ansiedade, insônia e fadiga;
  2. Exaustão e diminuição da energia;
  3. Incapacidade em sentir prazer, letargia dos movimentos e fala morosa;
  4. Ansiedade, insônia e incapacidade em sentir prazer.

Psicólogos

Conheça os psicólogos e psicólogas do consultório. Veja o perfil detalhado de cada profissional.

A EQUIPE DE PSICÓLOGOS

O transtorno bipolar causa perturbações e alterações no comportamento, o que faz a pessoa alternar entre momentos de euforia e depressão de forma repentina.

Essas oscilações de humor se reproduzem entre mania ou estado eufórico e hipomania, ou estado depressivo.

Quando a pessoa se dá conta do problema, ela precisará reconhecer que existem padrões fixos de pensamentos. Estes padrões parecem ser, entre outras coisas, neste momento, uma tarefa difícil de mudar. De fato, pensar de forma positiva não é algo tão fácil para todos. Por quê?

Somos bombardeados por muitas informações negativas a todo instante. O cérebro e a mente, ao registrarem essas informações, criam pensamentos negativos, que impactam no desenvolvimento das doenças mentais.

Como amenizar o transtorno bipolar por meio de pensamentos positivos

Não é possível termos pensamentos positivos 100% do nosso tempo. O importante é diminuir o fluxo de pensamentos negativos e aumentar os positivos. Por esta razão, os conselhos que geralmente são dados, sem o devido cuidado a uma pessoa com transtorno bipolar, como do tipo: “saia dessa logo”, não funcionam muito bem.

Se a sua mente já trabalha pelo lado negativo, as demais respostas dela serão negativas. Assim, para que a sua mente funcione bem, os padrões de pensamento devem ser mudados.

Para se livrar do transtorno bipolar e poder amenizá-lo, é importante que as ações assertivas façam com que seu dia seja mais pleno de ações e de pensamentos positivos.

O pensamento positivo ajuda a se levantar e começar tudo de novo, sem cair na depressão. A prática constante das afirmações, seja na forma de memorização de ideias positivas ou como técnicas de meditação, trará nova motivação pessoal para quem tem transtorno bipolar.

Começando a afirmar posições positivas

Escrever e repetir listas de afirmações positivas no papel ajudam a amenizar o transtorno bipolar. Todos os dias pela manhã, pode-se ler e refletir sobre esta lista.

Esta ação diária ajuda a pessoa a ter mais firmeza frente aos problemas externos. Outro ideal seria diminuir/filtrar o que a mente absorve de informações negativas, tais como notícias de programas violentos, filmes, pessoas tóxicas etc.

Valor Consulta Psicóloga Suzane






Não quero informar nome ou e-mail





Confira algumas frases que irão reforçar o pensamento positivo.

1. “Eu estou animado e feliz para lidar bem com o dia de hoje e realizar as tarefas”.
2. “Não tomarei decisões com bases em emoções passageiras sem pensar antes”.
3. “Eu não sou ‘transtorno bipolar’: eu tenho ‘transtorno bipolar’.
4. “Não importa o que aconteça durante o meu dia, eu ficarei bem”.

As pessoas com transtorno bipolar geralmente tornam-se confusas em meio aos padrões e cobranças da vida e elas perdem o foco ou o caminho de volta aos trilhos. Perceber a realidade torna-se algo difícil de fazer. Por isso, outra dica é estar e viver no presente.

Vivenciando o presente

Envolver-se com o passado é fácil e apressar o futuro pode virar um vício. As pessoas bipolares se sentem desta forma. Com as ondas de pensamentos confusos, humores altos e baixos, a negatividade se instala.

Como Escolher meu Psicólogo?

Confira no nosso guia completo sobre psicólogo e psicoterapia. Nele você encontrará dicas do que considerar na escolha do seu psicólogo.

COMO ESCOLHER MEU PSICÓLOGO

Lidar com seus problemas no presente fará com que a negatividade não crie raízes. Quando a pessoa se sentir angustiada, faça-a respirar profundamente.

Nem tudo está sob controle. Se a pessoa está fazendo o seu melhor, ela terá de esperar pacientemente pelos resultados.

Enquanto aguarda, ela poderá transformar pensamentos positivos como regra e não como exceção. Isso a envolverá em um padrão de assertividade conseguindo manter atitudes positivas.

Peça ajuda de um psicólogo e descubra mais sobre como amenizar o transtorno bipolar. Nem sempre a solução vem de uma simples mudança de hábitos, em se tratando de transtornos e distúrbios sérios. Para isto, tanto a psicologia quanto a psiquiatria funcionam bem neste caso.

Gostou deste artigo sobre como amenizar o transtorno bipolar? Veja então se “Você conhece o transtorno misto de ansiedade e depressão“?

Quem leu esse texto também se interessou por:

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Autora
Thaiana F. Brotto

CRP 106524/06

FORMAÇÃO

Graduação em Psicologia pela PUC-PR em 2008. Pós-graduação em Terapia Comportamental pela USP. E pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC.