Newsletter Gratuita
Assine Aqui

Como o transtorno bipolar impacta as finanças das pessoas

Como o transtorno bipolar impacta as finanças das pessoas

Sabia que o transtorno bipolar pode prejudicar a saúde financeira do paciente? Leia o artigo e entenda como.

O transtorno bipolar, de acordo com os psicólogos, já é uma patologia porque afeta mais de 60 milhões de pessoas em todo o mundo. A maioria das pessoas já ouviu alguma vez o termo “bipolar” ou já pensaram que alguém próximo era bipolar pelas suas constantes alterações de humor.

Por este motivo e em razão da grande quantidade de pessoas acometidas por esse problema você poderá saber identificar os sintomas de transtorno bipolar e como isso pode prejudicar as suas finanças.

O que é o transtorno bipolar

A expressão “bipolar” é muito usada para qualificar as pessoas que costumam mudar seu humor de forma brusca. Mas o transtorno bipolar é um pouco mais complexo do que isso, já que se trata de uma patologia psicológica de longa evolução que afeta, segundo os dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 60 milhões de pessoas.

O transtorno bipolar, tecnicamente, é um transtorno de personalidade. Ele se caracteriza principalmente pelas oscilações de forma anormal e intensas do estado de humor. Possui​​​​​​ episódios de mania e de depressão, que podem ir se alternando, mesmo que em muitos pacientes predomina um sobre o outro.

O transtorno bipolar se inicia com uma fase aguda de sintomas que costuma ser seguida por um curso de episódios marcados por efeitos intensos, conhecidos como maníacos e hipomaníacos, depressivos, ou a mescla dessas características.

Como o transtorno bipolar afeta as finanças

Valor Consulta Psicóloga Veluma






Não quero informar nome ou e-mail





Esses sintomas, por serem residuais, de acordo com os psicólogos, tende a afetar profundamente todos os níveis de gerenciamento da vida, tais como as relações pessoais, sua saúde física, emocional, atividades laborais e principalmente suas finanças. A sua capacidade de organização pessoal fica gravemente deteriorada.

Como os sintomas e episódios duram cerca de algumas semanas, ou até de 3 a 6 meses, tais ciclos são caracterizados por uma duração variável. Alguns pacientes possuem episódios esporádicos, outros, talvez apenas alguns poucos durante toda a sua vida. Outra minoria alterna entre a mania e a depressão.

Por exemplo, o episódio de mania se define como mais de uma semana em estados de humor persistentemente elevado ou irritável, autoestima elevada ou até megalomaníaca. Outros sintomas são:

  • Insônia;
  • Distração e pensamentos acelerados;
  • Aumento de atividades sem autocontrole.

Com isto, é possível observar que com tal excessiva participação em atividades de alto risco, com consequências graves, o paciente pode dar início a certas compulsões, como pelas compras, chamado de Transtorno do Controle do Impulso. Na verdade, esses impulsos causam grande sofrimento, pois, além das pessoas consumirem e gastarem excessivamente por um tempo, chegam a interferir significativamente no ordenamento social e relacional, resultando em problemas financeiros.

Mas, o comportamento de comprar de forma compulsiva não acontece apenas em períodos de mania ou hipomania. Esse transtorno bipolar com compulsão por compras se caracteriza pelo
aumento progressivo de consumo, que para lidar com a angústia se utiliza o refúgio da compra, causando prejuízos em âmbitos sociais, profissionais e familiares.

Consequências do transtorno bipolar

Quer receber mais conteúdos como esse?

Deixe seu e-mail abaixo e receba semanalmente conteúdos gratuitos
Politica de Privacidade
Não se preocupe, não fazemos spam.

Os pacientes com transtorno bipolar participam de forma impulsiva em diversas atividades que lhe causam prazer imediato, e de alto risco, como, por exemplo, jogos, atividades sexuais compulsivas, consumo alimentar e gastos financeiros. São tão graves esses sintomas que impossibilitam o desempenho normal de suas atividades diárias como emprego, educação dos filhos, organização do lar, etc.

Como tratar

Se aconselha aos pacientes que evitem, em primeiro lugar, o consumo de substâncias estimulantes, a fim de reduzir a privação de sono. O segundo passo é reconhecer os sinais precoces de uma compulsão. Se os pacientes tendem a ser financeiramente gastadores, é importante retirar deles o controle das finanças, passando a outro membro de confiança da família.

Como Escolher meu Psicólogo?

Confira no nosso guia completo sobre psicólogo e psicoterapia. Nele você encontrará dicas do que considerar na escolha do seu psicólogo.

COMO ESCOLHER MEU PSICÓLOGO

Suspender o medicamento ou tomá-lo de forma equivocada (automedicação) também pode provocar a retomada dos sintomas. Mas, basicamente, o diagnóstico se apoia na análise das manifestações e sintomas clínicos, nos antecedentes familiares, entre outros.

O transtorno bipolar pode ser tratado, melhorando a qualidade de vida dos pacientes, com abordagens múltiplas que podem incluir tratamento farmacológico, a psicoterapia individual, e a terapia familiar.

>>> Fonte: Organização Pan Americana de Saúde (OPAS) e Organização Mundial da Saúde (OMS)

Quem leu esse texto também se interessou por:

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Sobre Psicóloga Thaiana Brotto

CRP 106524/06. CEO do consultório Psicologo Com.Br. Graduação em Psicologia pela PUC-PR em 2008. Pós-graduação em Terapia Comportamental pela USP. E pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *