Newsletter Gratuita
Assine Aqui

3 Coisas que as pessoas raivosas podem estar escondendo

3 coisas que as pessoas raivosas podem estar escondendo

As pessoas raivosas podem esconder muitos problemas como traumas e dores intensas.

Você já se perguntou por que algumas pessoas raivosas explodem com a menor provocação? Por que estão sempre irritadas e agressivas? Segundo os psicólogos, pessoas raivosas atacam para se defender e muitas vezes não mostram o que, de fato, está no seu íntimo.

Mas por que isso acontece? No texto de hoje, vamos mostrar algumas coisas que as pessoas raivosas podem estar ocultando com esse comportamento, mesmo sem perceber.

Pessoas raivosas podem estar ocultando uma dor profunda

Valor Consulta Psicóloga Cláudia






Não quero informar nome ou e-mail





Muitas pessoas ocultam uma dor profunda por meio da raiva. Vamos dar um exemplo: ao sair de casa pela manhã suponha que você tenha escorregado e caído de costas.

Você sente dor, mas também raiva certo? Raiva de você mesmo, do piso encerado, de alguma força desconhecida.

Agora aumente a escala. Quando alguém termina um relacionamento, não sente uma dor unicamente física, sente uma dor na alma. Algumas pessoas mostram raiva, porque é mais fácil sentir raiva do que dor.

A raiva faz você lutar, agir, gritar, enquanto a dor paralisa. Nem sempre esse mecanismo é consciente. A raiva oculta o que realmente está acontecendo. A dor fará você analisar uma situação, já a raiva faz você se concentrar em prejudicar quem te causa dor.

Então, da próxima vez que você vir uma pessoa com raiva, considere o que está acontecendo na sua vida. A raiva pode estar ocultando uma dor profunda.

Raiva e Insegurança

Quer receber mais conteúdos como esse?

Deixe seu e-mail abaixo e receba semanalmente conteúdos gratuitos
Politica de Privacidade
Não se preocupe, não fazemos spam.

Pessoas raivosas usam a raiva como uma maneira de sentirem-se seguras em relacionamentos

Segundo os psicólogos, algumas pessoas usam a raiva para se certificar que estão seguras em um relacionamento íntimo. Por que isso ocorre?

Podemos dizer que crianças que tiveram pais omissos, ao crescerem, podem ter dificuldade em revelar o que realmente sentem.

Além disso, essas pessoas querem e precisam de relacionamentos seguros, já que não o tiveram na infância. No entanto, nunca expressarão essa necessidade claramente por medo de serem abandonadas novamente.

Como Escolher meu Psicólogo?

Confira no nosso guia completo sobre psicólogo e psicoterapia. Nele você encontrará dicas do que considerar na escolha do seu psicólogo.

COMO ESCOLHER MEU PSICÓLOGO

A raiva aqui desempenha um papel protetor, não permitindo que outras pessoas se aproximem. E, ao vivenciarem um bom relacionamento, essas pessoas passarão a exibir uma raiva que aparentemente não tem motivo.

Ou seja, para essas pessoas a raiva é um escudo protetor, uma forma de afastar as outras pessoas.

Além disso, é possível usar a raiva para agredir um parceiro que julgue ser desapegado demais.

Se a raiva se mostrou a única maneira de conseguir atenção na infância, é possível acreditar que essa é a única maneira de conseguir atenção na idade adulta. Nesse caso, a raiva é a ponta do iceberg e é preciso descobrir o que se esconde abaixo dela.

Pessoas raivosas querem se sentir autocapacitadas

Além de substituir a dor, a raiva também pode fazer com que uma pessoa se sinta poderosa.

A raiva deixa as pessoas energizadas, com uma sensação de controle. Ou seja, quando alguém te deixa impotente a raiva é uma forma de restabelecer o controle sobre tudo.

Psicólogos

Conheça os psicólogos e psicólogas do consultório. Veja o perfil detalhado de cada profissional.

A EQUIPE DE PSICÓLOGOS

Por exemplo, suponha que o seu chefe diga que você cometeu um erro. Em vez de mostra-se desemparado, você reage com raiva impossibilitando que as pessoas te ajudem ou sintam pena de você. 

Esse sentimento impede que os sentimentos mais profundos sejam vistos, ou seja, funciona como uma cortina de fumaça, como uma capa de proteção.

Agora que você já sabe por que as pessoas se tornam raivosas, que tal descobrir o que um psicólogo faz?

Quem leu esse texto também se interessou por:

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Sobre Psicóloga Thaiana Brotto

CRP 106524/06. CEO do consultório Psicologo Com.Br. Graduação em Psicologia pela PUC-PR em 2008. Pós-graduação em Terapia Comportamental pela USP. E pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *