A importância da reciprocidade no relacionamento

Categoria dos serviços dos psicólogos: terapia de casal, relacionamentos, casamento, conjugal
Casal Feliz e Psicologia

A reciprocidade no relacionamento é fundamental para conquistar a felicidade e o bem-estar na relação. Leia o artigo e entenda mais sobre isso.

A maioria de nós não lembra sobrem reciprocidade no relacionamento. E até mesmo quando o fazemos, costumamos dizer “claro, é importante”, mas na verdade não damos muita atenção. Os psicólogos afirmam: a reciprocidade não é apenas importante no relacionamento. Ela é um princípio valioso para a vida.

A reciprocidade e a cooperação são valiosas para a nossa vida pois todos temos pontos fortes e fracos. E é importante trabalhar junto com outras pessoas para atingirmos felicidade e bem-estar. Que tal conhecer um pouco mais sobre a reciprocidade no relacionamento? Leia o artigo e compreenda mais sobre esse princípio valioso da vida.

Entendendo a reciprocidade no relacionamento

Saiba os 5 sinais de que seu relacionamento será duradouro

Como dito anteriormente, as pessoas hoje até reconhecem que é importante ter reciprocidade no relacionamento, porém não dão a atenção devida. Isso porque envolve prestar atenção ao equilíbrio entre dar e receber. É muito comum que a maioria dos relacionamentos não apresentem esse equilíbrio: ou nos doamos demais ou exigimos demais.

A reciprocidade no relacionamento será difícil de desenvolver e manter se um dos parceiros é quem está “no controle” da relação. Da mesma forma, quando um dos cônjuges é altamente competitivo pode ter dificuldade em entender e aprender como criar reciprocidade no relacionamento.

>>> Leia também: Tédio no casamento.

Está a procura de psicólogo em São Paulo para questões de relacionamentos ou terapia de casal? Conheça os nossos psicólogos, veja o valor das consultas e agende sua consulta diretamente pelo nosso site.

Para que os relacionamentos sejam recíprocos é preciso desenvolver espírito de cooperação, bem como compreensão e capacidade de abraçar a interdependência. Para cultivar um relacionamento duradouro e comprometido, ambos os parceiros devem buscar alimentar o amor um pelo outro e também conquistar o seu próprio bem-estar.

Além disso, a reciprocidade também serve como indicador da saúde do relacionamento. Um bom relacionamento apresenta naturalmente a reciprocidade. Isso indica que ambos estão maduros e se preocupam com o bem-estar do parceiro e o seu próprio.

Construindo a reciprocidade no relacionamento

Para criar um relacionamento recíproco, ambos os parceiros precisam ser capazes de aceitar a responsabilidade por essa criação. A interdependência de um relacionamento saudável requer que ambas as pessoas aceitem a sua responsabilidade pessoal.

Um parceiro não pode levar toda a culpa enquanto o outro parceiro faz toda a acusação, por exemplo. A aceitação da responsabilidade pela criação de um relacionamento recíproco exige um alto grau de maturidade emocional, que leva ao desenvolvimento da consciência, do tempo e do trabalho pessoal. Esse pode ser o trabalho mais recompensador que uma pessoa fará em sua vida. É o trabalho de aquisição de maturidade.

Quando duas pessoas decidem desenvolver um relacionamento saudável e recíproco, é importante que elas dediquem um tempo para falar sobre seus valores pessoais, objetivos e quais as suas expectativas.

Outro princípio importante a ser desenvolvido para atingir a reciprocidade no relacionamento é o respeito. Isso deve ser tentado em todas as áreas como, por exemplo profissão, princípios, inteligência, criatividade, criação de filhos e processos de crescimento pessoal etc.

As pessoas precisam ser honestas consigo mesmas para que possam ser honestas com o parceiro. Se houver falta de respeito, o amor não pode se desenvolver, trazendo sofrimento e conflitos para o relacionamento.

Quem está começando um novo relacionamento, seja ele um namoro ou um casamento, deve ter em mente que a reciprocidade é vital. Os casais que se preparam para se comprometer devem se engajar em conversas sinceras e íntimas entre si sobre como definem o amor e como planejam desenvolver a reciprocidade no relacionamento, e, principalmente, mantê-la.

A atração inicial nunca é suficiente para solidificar as bases de uma relação duradoura. Para isso é preciso desenvolver muitas habilidades como a comunicação, o respeito e a reciprocidade.

A ajuda da terapia de casal pode ser valiosa para desenvolver a reciprocidade no relacionamento e também a trabalhar outras habilidades necessárias. Um psicólogo pode ajudar o casal a conquistar esse respeito e reciprocidade, além de possibilitar o diálogo para relações conflitantes.

Gostou do artigo? Então confira nossos textos sobre relacionamento.

Quem leu esse texto também se interessou por:

Autor: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)
*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.