Newsletter Gratuita
Assine Aqui

Vício em redes sociais: será que não está na hora de dar uma pausa no Facebook?

vicio-em-redes-sociais-nao-esta-na-hora-de-dar-uma-pausa-no-facebook

Você já sentiu que passa tanto tempo nas redes sociais que quer jogar seu smartphone fora? Você não é o único: saiba como se livrar do vício em redes sociais!

O que é uma pausa nas redes sociais? Uma pausa na mídia social é apenas isso: um período em que você deixa de usar ativamente suas contas e percebe se o vício em redes sociais realmente existe.

É isso mesmo, se o vício em redes sociais existe, significa que você deve dar um tempo em ver os feeds de amigos, stalkear e se preocupar com o que postar, aguardando curtidas e aprovação dos outros.

Segundo os psicólogos, é muito fácil criar o vício nas redes sociais pelas sensações de prazer emocional e pertencimento que elas trazem. No entanto, como todo vício, quando essas sensações não são atendidas, um ciclo de frustração e negação se inicia e o indivíduo continua em busca dessa aprovação, criando um comportamento compulsivo.

Uma pausa no vício em redes sociais pode começar devagar, dependendo de suas necessidades e objetivos pessoais, e do tipo de dependência que você percebe que possui.

Não importa o período que você escolher, já que desconectar-se pode ajudar na reconexão com o mundo real, aumentando sua relação com a vida e dando a seus olhos um descanso muito necessário.

Por que uma pausa nas redes sociais é importante?

Pausas nas redes sociais são importantes para a sua saúde mental. Por mais que amemos as redes sociais, pode ser fácil entrar em modo de sobrecarga e esquecer de fazer suas pausas. Quando você fica nesse modo de sobrecarga por muito tempo, outros setores importantes da sua vida podem ser facilmente impactados, como a sua vida profissional e os seus relacionamentos interpessoais.

Valor Consulta Psicóloga Cláudia






Não quero informar nome ou e-mail





Por isso, ao tentar fazer uma pausa ainda mais longa nas mídias sociais ou diminuindo seus padrões de gerenciamento de plataformas e aplicativos, é saudável. Portanto, fazer uma pausa bem gerenciada pode ajudá-lo a ter um melhor desempenho em outras áreas da sua vida, além de melhorar a sua saúde mental.

Como fazer uma pausa no vício em redes sociais?

O grande dia está aqui! É hora de aproveitar a sua pausa e reconhecer seu vício em redes sociais. Em alguns casos, um psicólogo pode ser bastante útil, para ajudar a compreender o que é esse vício e como ele pode ser trabalhado para melhorar a sua qualidade de vida.

É papel do psicólogo ajudar, por isso siga estas etapas para se preparar para uma independência dessa suposta “necessidade” virtual.

1. Um dia sem redes sociais

Aproveite e faça o teste de estar um dia completo (24 horas) sem acessar nenhuma rede social, para averiguar o grau de seu vício e como você se sente diante disso.

2. Sem notificações

Certifique-se de desligar as notificações de contas de mídia social tanto em seu laptop quanto em seu Smartphone também!

Uma dica é fazer isso num dia que não seja de trabalho, para que você possa se desprender das notificações sem qualquer preocupação.

3. Exclusão

Exclua todos os aplicativos de mídia social do seu telefone. Sim, todos eles! Isso não excluirá a sua conta. Esta dica é ainda mais interessante para quem não se imagina sem acessar as redes; quando o aplicativo não está instalado, dá mais trabalho ter que reinstalar. Assim, você pode aproveitar para se concentrar em outras coisas.

4. Bloqueios

Se você realmente espera ter dificuldades para não acessar uma rede social e dar uma olhada, considere bloquear as páginas da web que está tentando evitar, bem como das próprias mídias. Existem várias maneiras de fazer isso, incluindo a extensão do Chrome Block Site e outros aplicativos.

Recrie sua vida

Agora que você superou a parte mais difícil, aproveite sua pausa no vício em redes sociais! Este é o momento perfeito para se concentrar no relaxamento, limitar o estresse e se concentrar para voltar aos negócios melhor do que antes. Algumas das melhores opções para reduzir o estresse incluem:

E a melhor parte é que o tempo que você passava rolando barras e acessando mídias sociais, você leva os mesmos minutos por dia para colher esses benefícios, para a mente e para o corpo.

Trabalhe para lidar com as metas do projeto que você definiu para si mesmo e passando um tempo extra com amigos e família. Construa um tempo ao ar livre, na natureza, como caminhadas, passeios, etc.

Reserve algum tempo para trabalhar no seu bem-estar pessoal, experimentando uma nova atividade, como algo artístico ou um novo esporte.

Se o seu telefone é um acessório permanente em suas mãos e tudo em que você sempre pensa é na sua próxima postagem no Facebook e Instagram, então pode ser hora de cortar esse vício em redes sociais.

A mídia social é uma coisa maravilhosa – ela nos conecta a amigos e familiares que vivem perto e longe. Nos permite continuar compartilhando nossos pensamentos e ideias com as pessoas, e é uma ótima maneira de obter informações atualizadas de suas fontes favoritas.

Porém, da mesma forma, pode ser muito fácil escorregar pela ladeira viciante do Facebook, Twitter, Instagram e outras, para perder o controle de seu uso saudável. Isso pode ser um pouco exagerado, mas é verdade que muitas pessoas literalmente gastam muito tempo preso nas redes sociais. Afinal, é divertido, faz matar o tempo e eliminar o tédio, não é verdade? Ainda mais em se tratando em tempos de pandemia!

Na verdade, só neste ano, o Facebook teve um impressionante acesso de bilhões de pessoas fazendo logins em um único dia. São muitas pessoas postando atualizações de status e curtindo fotos em seus murais virtuais. E se você pensar sobre isso, esse número de pessoas provavelmente não se conectou apenas uma vez.

Há crianças e jovens adolescentes que começam muito cedo a navegar nas redes, acessando até 100 vezes por dia. Por todas as coisas maravilhosas que a mídia social nos oferece, ela também pode ser muito estressante, com falta de segurança, violência, perseguições e a própria pressão para sempre estar postar coisas o tempo todo e esperar pelas curtidas.

Quer receber mais conteúdos como esse?

Deixe seu e-mail abaixo e receba semanalmente conteúdos gratuitos
Politica de Privacidade
Não se preocupe, não fazemos spam.

Por isso, você deve se perguntar se ainda está me divertindo ou se tudo se transformou em mais uma obrigação autoimposta. Pense em fazer uma pausa de todas as atualizações de status se perceber que não está sendo mais divertido.

Se você sente ansiedade na pausa quando não está online, saiba que o mundo não vai acabar se você perder um tweet ou não postar uma foto do seu almoço. Você deve ser capaz de passar um bom tempo vivendo sua vida sem a sombra da internet. Se não puder, provavelmente você está perto dessa linha tênue de vício em redes sociais.

Com a pausa, faça isso até sentir-se bem em não estar conectado a cada segundo do dia. Todos nós já estivemos naquele almoço em que todas as pessoas estão ligadas junto ao celular, não é verdade? Se você não consegue parar de usar o Instagram por tempo suficiente para fazer uma refeição com seus amigos, então você pode ter um problema de vício em redes sociais.

Uma dica criativa: considere implementar uma regra em que todos os celulares vão para o centro da mesa, e o primeiro a tocar em algum deles terá que pagar pela refeição.

Tome cuidado com seu vício e ansiedade. O seu feed de notícias pode parecer um desfile constante de todas as coisas interessantes que todo mundo está fazendo, e pode realmente começar a fazer você se sentir mal consigo se não puder controlar suas expectativas. Nem todo mundo precisa se divertir 24 horas por dia, 7 dias por semana, embora a galeria de imagens faça isso parecer.

Resumindo, a mídia social pode ser uma bênção e uma maldição. Se isso está deixando você estressado, triste ou ansioso, dê um tempo e tire férias nas redes sociais. Aqui não falamos que todas as mídias sociais são ruins. A questão é que deve lembrar-se de manter o equilíbrio entre a vida real e o mundo online. Existe uma grande diferença entre os dois.

Quem leu esse texto também se interessou por:

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Sobre Psicóloga Thaiana Brotto

CRP 106524/06. CEO do consultório Psicologo Com.Br. Graduação em Psicologia pela PUC-PR em 2008. Pós-graduação em Terapia Comportamental pela USP. E pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *