Newsletter Gratuita
Assine Aqui

Um guia sobre casamentos saudáveis

casamento-feliz-um-guia-para-casamentos-felizes

Não existe uma fórmula mágica para ter um casamento feliz. Mas com algumas dicas é possível ter um relacionamento saudável e duradouro.

Não é nenhum segredo que o casamento não é tão simples assim, ele dá muito trabalho. Afinal, somos apenas humanos, e como tal, cometemos erros. Há dias ruins e, às vezes, até esquecemos de datas importantes, não é verdade?

Porém, um casamento saudável exige mais do que apenas “trabalho”. Mas aqueles que dizem que todo “casamento é um trabalho”, não estão totalmente errados, segundo afirmam os psicólogos

“Trabalho” não precisa ser, necessariamente, um termo negativo. De fato, se você estiver disposto a fazer um pouco de esforço, de construir uma linda relação, poderá pensar que a vida de casado é muito melhor do que a de namorar — na verdade, é até mais divertida do que você imagina! 

Assim, muitos casais são capazes de promover casamentos realmente felizes, saudáveis ​​e totalmente incríveis, que realmente duram a vida inteira. Mas como chegar a este nível?

Aqui seguimos algumas dicas de como ter um casamento feliz:

1. Seja legal!

Sempre faça a escolha da gentileza quando puder. Seja gentil com o seu cônjuge da mesma forma que era quando estavam se conhecendo. Nas pequenas coisas, nos detalhes mais insignificantes da rotina, seja sempre respeitoso e gentil, isso enobrece a relação.

Essa talvez seja a dica mais importante, porque é muito comum perdermos essa essência de gentileza e da admiração pelo outro conforme os anos se passam. Embora seja algo que acontece com a maioria das pessoas, é possível estarmos atentos ao outro mesmo após longos anos.

2. Aproveite a companhia um do outro

Transforme a relação na melhor amizade possível, um com o outro. É querer gostar da companhia um do outro. Gostar de se divertirem juntos e de fazer coisas juntos. Sejam honestos e diretos um com o outro.

3. Diga “eu te amo”, tanto quanto possível

Sempre use à vontade, sem economia o “eu te amo”. É sério, ele não enjoa. Apenas diga a seu/sua parceria quantas vezes quiser e porque isso é importante, mandando mensagens de bom dia ao acordar, mensagens de WhatsApp, telefone, recados anotados, publicamente ou falado.

Explique o que significa o amor para você. Isso acaba deixando sua companhia sabendo sempre que você se importa sobre esse sentimento. 

4. Seja honesto

Seja sempre honesto sobre as coisas ruins que fazem se incomodar. Lembre-se: mentira e omissão são inimigos cruéis dos casamentos, e muitos terminam por esse motivo.

A comunicação e o respeito, muitas vezes, vem antes do amor. A falta de comunicação é considerado erro grave em uma relação.

5. Limite de influências externas

Todos os casais devem ter amigos, solteiros ou casados. Porém, evite a interferência direta deles na sua relação, pois pode acabar criando muletas em momentos em que o casal deve saber resolver seus problemas sozinhos. O mesmo se dá para os familiares. Isso não significa isolamento, mas independência e maturidade.

6. Pequenos sinais de amor percorrem um longo caminho

Muitos pequenos sinais de carinho, com demonstrações frequentes, são essenciais e combustível para uma relação e um casamento feliz. Seja na forma de presentes e expressões de afeto, tudo isso indica que o seu “vício” é a paixão e o respeito carinhoso.

7. A distância pode e fará o coração bater mais forte

Invista nos tempos a sós. Isso ajuda quando vocês ausentam por alguns momentos, horas, ou mesmo um fim de semana. Quando se viaja ou se tem compromissos, pode-se experimentar a solidão criativa, ou seja, aqueles momentos a sós entre você e sua mente. Isso faz com que se sinta a falta da pessoa em compartilhar também de muitos momentos juntos.

8. Seja realista e independente

Vocês reconhecem constantemente o que amam um ao outro, mas também nunca devem se esquecer da regra de que ninguém nunca dará a você 100% do que você precisa.

Isso significa que o amor e o respeito são os laços que os une. Mas vocês são indivíduos separados, um não pode viver para ou pelo outro. Reconhecer isso permite que você veja a individualidade do outro com compreensão e respeito.

9. Seja você mesmo

Muitos indivíduos acabam se transformando em personas dentro de uma relação, assumindo forçadamente papéis dentro do casamento.

É preciso entender a importância de ser quem você é. Por mais próximo e parecido que você seja com a outra pessoa, sempre haverá uma ou outra diferença de opinião ou gostos, e ambos precisam respeitar o que cada um é.

10. Construa uma base sólida de amizade

Antes de tudo, vocês são grandes amigos. Seu marido ou esposa deve ser alguém com quem você gostaria de sair sempre. É claro que há o aspecto da química sexual, mas isso não é suficiente para sustentar um relacionamento.

Quando passam por momentos difíceis, é importante que a companhia e amizade esteja na hora que precisar.

11. Discuta com um sorriso

Valor Consulta Psicóloga Cláudia






Não quero informar nome ou e-mail





A forma como vocês discutem pode fazer toda a diferença. Casais que se dirigem ao divórcio, não apenas têm mais negatividade e raiva, durante as brigas, mas também podem passar para a violência verbal.

Qualquer conflito que possa iniciar (e isso é normal), deve iniciar com uma abordagem delicada, tentando sempre promover o respeito, mesmo com a discordância. É provável que um dos cônjuges seja mais sensível. No meio da discussão, tente fazer interações positivas, para diminuir a tensão.

12. Abrace suas diferenças

A aceitação é um aspecto fundamental do casamento feliz e pode ser demonstrado pela capacidade de se comprometer. Não importa com quem você esteja, sempre haverá problemas que precisam ser gerenciados e resolvidos.

]Isso ocorre porque os problemas estão enraizados na personalidade, nos valores, nas preferências, nos projetos. Casais felizes reconhecem essas diferenças como parte do “pacote conjugal” e trabalham juntos. 

13. Seja aventureiro

Fazer algo emocionante ou diferente, pode aumentar o romance como na época do namoro. A aventura está associada ao amor romântico. Portanto, saia um pouco da rotina, visite um lugar onde você nunca esteve, ou até mesmo mude o seu dia-a-dia, indo a um restaurante diferente, ajudando a garantir mais emoção ao seu relacionamento.

14. Mantenha sua vida sexual ativa 

Certamente, o sexo é uma das melhores demonstrações de intimidade. No entanto, simplesmente manter esse contato físico confinado ao quarto, pode fazer você se sentir desconectado do outro.

Existem muitos atos de toque físico, como abraços, beijos e massagens, que aumentam os hormônios. Esses pequenos atos, não apenas ajudam a manter uma conexão sexual, mas também emocional forte.

15. Nenhum casamento é perfeito, mas é possível viver uma relação emocionalmente equilibrada e feliz

Quer receber mais conteúdos como esse?

Deixe seu e-mail abaixo e receba semanalmente conteúdos gratuitos
Politica de Privacidade
Não se preocupe, não fazemos spam.

As pessoas não são perfeitas, independente de renda, classe ou gênero. Entenda que nada é perfeito e para sempre. Haverá desacordos ou momentos em que seu parceiro disser ou fizer algo que pode machucar, mesmo sem intenção. O casamento feliz é aquele onde se conversa sobre isso, e principalmente se trabalha para isso. 

Afinal, existe uma chave mágica para a transição de um casamento feliz? Simplificando, sim, é a comunicação e o respeito. Mas, não há realmente nada de simples nisso. Quem pensa que se comunica muito, não significa que estão realmente se comunicando. 

O entendimento realmente eficaz depende de um processo saudável e feliz, em que ambas as partes se sintam seguras, respeitadas e amadas, em vez de serem sempre defensivas, acusadas e hostis. 

Portanto, não tenha medo de dizer o que pensa, pois, quando você confia no compromisso mútuo, isso lhe dá a liberdade de expressar sua opinião. Dito isto, tentem ser sinceros, mas não prejudiciais. Aprendam a respeitar um ao outro e a tolerar suas diferenças.

E, o principal: nunca perca seu senso de humor. Além da saúde e do bem-estar, não há situação que não possa ser melhorada com uma generosa porção de risadas. 

Quem leu esse texto também se interessou por:

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Sobre Psicóloga Thaiana Brotto

CRP 106524/06. CEO do consultório Psicologo Com.Br. Graduação em Psicologia pela PUC-PR em 2008. Pós-graduação em Terapia Comportamental pela USP. E pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *