6 dicas para ter um relacionamento feliz

Categoria dos serviços dos psicólogos: terapia de casal, relacionamentos, casamento, conjugal
Relacionamento Feliz e Psicologia

Um relacionamento feliz precisa ser construído ao longo do tempo e depende do esforço do casal. Confira algumas dicas para conquistar um bom relacionamento.

Um relacionamento feliz pode ter seus altos e baixos, mas são construtivos, duradouros e genuínos. Mas isso não é sorte nem acaso. É o resultado do trabalho árduo e do compromisso que o casal assumiu, afirmam os psicólogos.

Um relacionamento feliz é construído ao longo do tempo, e você também pode conquistar isso. Confira as dicas que separamos para neste texto.

1. Um relacionamento feliz é um relacionamento realista

Maneiras de demonstrar amor e fortalecer o relacionamento

A paixão louca do começo da sua relação não é para sempre e o seu relacionamento não pode se fundamentar nela. Um relacionamento é mais profundo e rico, feito de altos e baixos. Seu parceiro ou parceira possuem falhas e podem te decepcionar.

Portanto, se deseja um relacionamento feliz você precisa parar com a ilusão de que tudo será maravilhoso e cor de rosa o tempo todo.

2. Relacionamento feliz é trabalho duro

Um jardim descuidado desenvolve ervas daninhas que podem matar até mesmo as plantas mais saudáveis. Essa é uma analogia perfeita para um relacionamento. Assim como você tem que cuidar bem do seu jardim, deve fazer o mesmo com a sua relação.

>>> Veja também: 8 hábitos de casais felizes.

Algumas pessoas acreditam que bons relacionamentos acontecem naturalmente. A verdade é que para ter um relacionamento feliz é preciso de esforço e trabalho diário. Assim como para qualquer coisa que você queira ter sucesso na vida.

3. Respeite o espaço pessoal de cada um

Está a procura de psicólogo em São Paulo para questões de relacionamentos ou terapia de casal? Conheça os nossos psicólogos, veja o valor das consultas e agende sua consulta diretamente pelo nosso site.

Passar um tempo sozinho, fazendo coisas agradáveis é muito importante para manter um relacionamento feliz. É saudável ter interesses individuais. Isso ajuda cada um a voltar ao relacionamento revigorado e pronto para compartilhar suas experiências. A ausência do seu parceiro/parceira o ajudará a lembrar o quanto ele/ela é importante para você.

4. Aceite que alguns problemas não podem ser resolvidos.

Em um relacionamento vai acontecer problemas que você pode nunca aceitar. Entenda que não há como mudar o outro. E, em nossa vida, podem ocorrer situações em que não temos nenhum controle. Isso ajudará você a se sentir mais leve.

Duas pessoas que passam anos juntas terão seus desacordos. Um relacionamento feliz é aquele em que os parceiros aprendem a lidar com essas questões – por meio de acordos, compromisso ou minimizando algo que não é tão importante assim.

5. Tenha uma boa comunicação com seu par

A falta de comunicação é um dos maiores motivos que fazem com que os relacionamentos sejam prejudicados. Uma boa comunicação exige honestidade de ambos, respeito e empatia. Segundo a psicologia, uma boa comunicação é a chave para o sucesso de qualquer relacionamento, seja ele de trabalho ou pessoal.

É preciso saber ouvir e buscar entender o que o seu parceiro está realmente tentando dizer. Assim fica mais fácil argumentar e colocar seu ponto de vista. E também que ambos cheguem a um entendimento

6. Seja honesto em seu relacionamento

Você pode compartilhar com seu parceiro coisas que ele não quer ouvir. Mas ainda assim, isso é melhor do que usar mentiras e manipulações da verdade. Em um primeiro momento, a verdade pode ser dolorosa e até mesmo gerar conflitos.

No entanto, isso possibilita que o casal tenha uma resolução real de seus problemas e conflitos. E o casal sempre sairá fortalecido bem como construirá laços de confiança sólidos.

Estas são algumas dicas para um relacionamento feliz. Além disso, é possível que o casal opte pela Terapia de Casal para fortalecer ainda mais seu relacionamento e ajude a superar crises e desafios.

Gostou desse artigo? Então pode se interessar por esse: Tédio no casamento: por que isso acontece e como evitar.

Quem leu esse texto também se interessou por:

Autor: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)
*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.