Tédio no casamento: por que isso acontece e como evitar

Categoria dos serviços dos psicólogos: terapia de casal, relacionamentos, casamento, conjugal
Evitar Tédio no Casamento

Muitos casais passam por períodos de tédio no casamento porém não sabem como lidar com isso. Leia esse texto e aprenda a lidar melhor com isso.

E viveram felizes para sempre. Esse é o ideal do casamento que todos nós aprendemos desde criança. No entanto, ninguém explica que dentro do “Felizes para sempre” são incluídos inúmeros problemas que podem ser estresse diários, incompatibilidade de personalidade, filhos, infidelidade, tédio no casamento, entre outros. Segundo os psicólogos, a expectativa que um casal nutre no começo do casamento não apenas gera frustração como também dificulta o diálogo e a resolução de problemas.

Saiba como tornar o seu casamento mais feliz

É normal que os casais entrem e saiam do tédio assim como várias outras fases que pode surgir. Haverá épocas de muita felicidade e harmonia bem como outras de muito conflito. A chave para um bom casamento é saber lidar com todas essas fases.

Como dito, o tédio no casamento pode ser apenas uma fase normal do casal. Diante de tantos desafios diários, é natural que o casal passe por esse período. O verdadeiro problema surge quando um cônjuge ou ambos começam a enfatizar o tédio no casamento e a cultivar atitudes e pensamentos negativos sobre isso.

Um bom casamento não é aquele que não tem problemas e sim aquele em que o casal consegue lidar com esses desafios de forma construtiva. Que tal aprender a lidar com o tédio no casamento? Confira nossas dicas.

Dica 1. Entenda que todos os relacionamentos são feitos de fases

Assim como a lua, nossos relacionamentos possuem fases. Algumas delas podem ser incríveis e felizes, e outras podem se cheias de conflitos e desafios. O tédio no casamento é uma delas. Portanto, ao tomar consciência de que um casamento é feito de marés, o casal passa a ter uma atitude positiva diante disso. Busca entender, tentar superar de forma construtiva e esperar passar, com calma e paciência.

Aproveite esse momento e reavalie metas pessoais, atitudes e comportamentos. Casados ou solteiros, todos temos uma fase em que estamos retraídos e introvertidos. Essa fase é fundamental para fortalecer a autoestima e o autoconhecimento. O mesmo vale para o casamento.

Está a procura de psicólogo em São Paulo para questões de relacionamentos ou terapia de casal? Conheça os nossos psicólogos, veja o valor das consultas e agende sua consulta diretamente pelo nosso site.

É também um bom momento para fazer planos para o futuro. Aproveite esse momento e planeje coisas boas com seu par, como uma lista de coisas para fazerem juntos ou que precisam melhorar, por exemplo. O mais importante aqui não é tentar mudar a maré, mas navegar de acordo com ela.

Dica 2. Procure um terapeuta de casal para lidar com o tédio no casamento

Um psicólogo especialista em terapia de casal é sempre bem-vindo. Isso por que muitos casais poder ter questões acumuladas e ao passar por fases de baixa no relacionamento, elas podem vir à tona gerando ainda mais sofrimento.

Independentemente de ter problemas ou não, a terapia de casal ajudará ambos a redescobrirem a si mesmos e a sua felicidade. Assim como nós, indivíduos, tendemos a acumular traumas e experiências que impactam negativamente em nossa vida, os casamentos podem passar por isso.

O psicólogo ainda serve de mediador e conselheiro. A rotina e a intimidade as vezes nos faz surdos ao nosso par. Ter uma terceira pessoa mediando o diálogo pode facilitar o “ouvir e ser ouvido”.

Dica 3. Encontre uma nova atividade para fazerem juntos

Estudos mostram que casais que compartilham experiências novas e interessantes estão mais comprometidos e menos propensos ao tédio. Experiências novas são muito importantes para renovar a vida do casal.

O ser humano não é um animal feito para ficar estagnado. E com o casamento e todas exigências que advém das responsabilidades inerentes a ele, ambos podem se sentirem presos a uma rotina difícil de quebrar.

Por isso, buscar atividades novas e prazerosas, que ambos gostariam de fazer pode dar um novo folego não apenas para o casamento, mas também para cada indivíduo que está na relação.

Dica 4. Considere o divórcio apenas como último recurso

A maioria dos conflitos dentro do casamento podem ser resolvidos com uma mudança de postura, por exemplo. Aliás, esses problemas como o tédio no casamento são desafios necessários que, ao serem superados, fortalecem e amadurecem o casal e os indivíduos.

No entanto é comum que ambos os cônjuges, ao menor sinal de problema, já ponham o divórcio na mesa com única opção possível. E isso não é nada positivo. É como se ameaçassem “olha, se você não faz o que eu quero, vou me separar”.

Esse tipo de ameaça não resolve nada. Apenas força as pessoas a agirem de maneira superficial e falsa, e a não resolverem seus conflitos e evoluírem com eles. A palavra divórcio só deve usada como último recurso.

Essas 4 dicas certamente irão lhe ajudar a superar não apenas o tédio no casamento como também outras fases negativas e conflituosas. Estar aberto a entender, aprender e superar não apenas é a chave da felicidade no casamento como também pessoal. Os finais verdadeiramente felizes são aqueles em que as pessoas estão conscientes da inconstância da vida.

Gostou do texto? Então navegue pelo nosso site! Temos mais dicas importantes que irão ajudá-lo a ter um casamento mais feliz.

Quem leu esse texto também se interessou por:

Autora: Thaiana F. Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.