Depressão

Depressão Psicólogos

A depressão é uma doença avassaladora que cresce no mundo inteiro de forma quase epidêmica.

Já sabemos que a depressão é algo muito além de uma tristeza profunda. Ela é a doença que mais deixa pessoas incapacitadas 1 no planeta e nem sempre vem sozinha. Provocada por fatores genéticos e fisiológicos, pode ser desencadeada por eventos traumáticos, perda de entes queridos e frustrações gerais, afirmam os psicólogos.

  1. O que é Depressão
  2. Sintomas comuns
  3. Sinais que Indicam Depressão
  4. Tipos de Depressão
  5. Consequências da Depressão
  6. Tratamento
  7. Outros Textos Relacionados à Depressão

Valor Consulta Psicóloga Andreia






Não quero informar nome ou e-mail





Ela tem como principais sintomas a perda de motivação, tristeza profunda e alterações no sono. A incapacidade de sentir prazer e bem-estar vem da queda na produção de serotonina, e muitas vezes exige tratamento longo e profundo, sendo uma das maiores procuras por clínica de psicologia.

Seu quadro tem duração prolongada, durando mais de 2 semanas e pode se apresentar de forma recorrente. A depressão pode levar ao suicídio. Além de incapacitante, promove o isolamento, pensamentos depreciativos, desânimo e mau humor, desejo de permanecer na cama e incapacidade de tomar de decisões, não parando por aí.

1. O que é depressão?

A depressão é uma doença mental que impede que o individuo sinta bem-estar ou felicidade, não havendo causa aparente para isso. Com fatores genéticos e também fisiológicos, tem sintomas que se assemelham muito com o luto ou a tristeza profunda. A principal diferença entre esses estados é a duração de um episódio ou crise. A depressão costuma durar mais de 2 semanas e ser recorrente.

O transtorno pode ocorrer de forma isolada provocando outros distúrbios no organismo, assim como outras disfunções podem provocar a depressão.

De acordo com o IBGE2, a depressão afeta cerca de 11 milhões de pessoas no Brasil. O número de casos em está em amplo crescimento, o que indica a gravidade da situação. É praticamente uma epidemia.

2. Sintomas da depressão

Com a queda na produção de serotonina diversas complicações ocorrem no organismo. Os sintomas podem ocorrer com maior ou menos incidência. A gravidade do transtorno e seu avanço se deve a ocorrência de sintomas generalizados.

Somente um psicólogo ou profissional habilitado pode apontar e confirmar um diagnóstico de depressão. Conheça os sintomas mais frequentes:

  • cansaço e fraqueza;
  • tristeza;
  • distúrbios de humor;
  • angústia;
  • ansiedade;
  • baixa autoestima;
  • alterações no sono;
  • desânimo;
  • pensamentos negativos;
  • pensamentos suicidas;
  • compulsividade;
  • falta de concentração;
  • queda na libido;
  • desinteresse pelos afazeres do dia a dia.
Sinais e sintomas que indicam Depressão

3. Sinais que Indicam Depressão

Tristeza intensa não é o único sinal de depressão

Todo mundo se sente um pouco deprimido de vez em quando. Mas a depressão é um transtorno psicológico que vai além da simples tristeza: é uma condição incapacitante que pode colocá-lo em risco e traz consequências sérias, como o suicídio, por exemplo.

Os sintomas da depressão nem sempre são tão óbvios. Muitas vezes as mudanças de comportamento são sutis, e a pessoa pode não perceber, mas seus amigos e entes queridos podem. Gostaria de saber mais sobre o assunto? Então leia o artigo.

Os sinais da depressão nem sempre são óbvios

Os sintomas da depressão podem progredir gradualmente. Pode começar com comportamentos leves, como optar por ficar em casa para assistir à TV em vez de sair com os amigos, até os mais graves, como pensamentos de suicídio. Alguém que aparenta estar perfeitamente saudável pode acabar com depressão crônica em questão de dias ou semanas. O tempo de progressão do transtorno varia de pessoa para pessoa.

Mas, afinal, quando eu devo me preocupar?

Se você apresentar vários sinais ou, ainda, se eles persistirem por mais de duas semanas, é hora de você procurar ajuda psicológica. Um psicólogo conseguirá te orientar e verificar se você está com o transtorno.

Para ajudá-lo a reconhecer se você apresenta comportamentos que indicam depressão fizemos uma lista com os principais sintomas. Mas atenção, essa lista é apenas para lhe ajudar e orientar. Apenas um psicólogo pode dar o diagnóstico bem como indicar tratamento.

3.1. Distúrbios do sono

Distúrbios do sono são um dos principais sinais de depressão. Pessoas com depressão podem apresentar insônia, terror noturno, entre outros problemas. Outro sinal bem característico é que pessoas deprimidas podem achar difícil sair da cama e dormir por longos períodos durante o dia.

3.2. Perda de interesse em atividades favoritas

Quando estamos tristes e desanimados costumamos recorrer a hobbies e atividades que gostamos para aliviar a tensão. No entanto, as pessoas com o transtorno tendem a evitá-las e perder o interesse em coisas que gostavam de fazer. Portanto, se você ou um ente querido parar de realizar atividades que antes gostava muito por falta de vontade, isso é um sinal de alerta importante.

3.3. Euforia repentina

Ironicamente, quando as pessoas deprimidas tomam a decisão de fazer algo drástico elas conseguem obter um ganho de energia repentina e podem tomar atitudes drásticas. Isso vale para qualquer atividade, como sair do emprego, pedir o divórcio e até mesmo tentar um suicídio. Se você notar uma mudança drástica como essa em você ou em um ente querido, é melhor ficar atento. Esse também é um indicativo de depressão.

3.4. Alterações no apetite

Esse é outro forte indicativo de depressão. Distúrbios alimentares como perda do apetite ou comer compulsivamente são indícios de transtornos mais graves, como ansiedade e depressão. Outro sinal de alerta importante é que uma pessoa com depressão costuma abandonar hábitos de higiene pessoal.

3.5. Irritabilidade

Você ou seu ente querido estão constantemente irritados? Saiba que essa irritabilidade também é um sinal de depressão. A irritabilidade é um traço tão forte quanto a tristeza. Se você perceber que responde tudo com ataques de raiva ou ainda possui sentimentos de frustração por praticamente tudo o que acontece, é importante estar atento.

3.6. Pensamentos sombrios e recorrentes

Pessoas com depressão grave podem ser constantemente assolados por pensamentos sombrios como, por exemplo, um medo constante da morte. Quando uma pessoa começa constantemente a falar sobre como as coisas serão “depois que eu partir”, isso pode ser um sinal de alerta importante que indica o transtorno.

Como vimos no texto, os comportamentos que indicam depressão são inúmeros e, por isso, estar atento é importante. Se você leu o texto e suspeita que pode estar com depressão, procure um psicólogo. Ele poderá fazer um diagnóstico correto e orientá-lo.

4. Tipos de Depressão

Dependendo dos sintomas e fatores de risco, a depressão por ser mais leve, moderada ou grave. Os sintomas serão mais intensos ou menos em casa caso. É a ocorrência e sintomas principais e secundários que irá indicar o nível de complexidade da doença.

Um psicólogo poderá indicar o grau de gravidade do transtorno conforme a variação de sintomas presentes, podendo ser leve, moderada ou grave.

5. Consequências da Depressão

Pode acarretar outras doenças como problemas cardiovasculares ou provocar diabetes. Por isso seu diagnósticos precoce é de grande importância, podendo ser diagnosticada como primária ou secundária.

Pode, também, provocar baixas no sistema imunológico e o aumento de processos inflamatórios. Doenças como o câncer e AIDS também podem agravar ou provocar o surgimento de quadros de depressão.

6. Tratamentos

A terapia cognitivo-comportamental tem se mostrado muito eficiente no tratamento da depressão. Musicoterapia, arteterapia e acupuntura podem contribuir no tratamento. A prática de exercícios também é recomendada, para que o organismo volte a produzir serotonina.

O objetivo das sessões de terapia é identificar como o transtorno se instalou e o que levou à crise, além de conhecer fatores genéticos e hereditários. Nas sessões, o psicólogo irá ajudar o paciente a lidar com suas emoções. Com a terapia, na maior parte dos casos o paciente será capaz de encontrar formas para sentir prazer em viver e lidar com dificuldades do cotidiano.

7. Outros textos relacionados à Depressão

As fases do luto e como superá-lo

Luto e a psicologia
Entenda como as fases do luto devem ser respeitadas e saiba a melhor forma de superar o luto, consultório do psicólogo em São Paulo, próximo ao Shopping Morumbi

Sintomas de síndrome de ninho vazio

Síndrome do Ninho Vazio
A síndrome de ninho vazio causa sérios impactos na vida dos pais quando seus filhos saem de casa. Clínica de Psicologia em São Paulo (11) 4861-2233

Ele está sempre irritado? Pode ser depressão

Irritação e Depressão
Irritação. Entenda este sintoma da depressão e saiba identificar quando uma pessoa pode prcisar de ajuda, consultório do psicólogo localizado em São Paulo

Depressão e preconceito: como lidar com a discriminação

Preconceito e Depressão
A depressão parece ser um transtorno psicológico moderno, mas de fato a depressão é tão antiga quanto a humanidade, localização do consultório em São Paulo

1: http://emais.estadao.com.br/blogs/joel-renno/depressao-e-a-doenca-mais-incapacitante-do-mundo/

2: https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-noticias/2013-agencia-de-noticias/releases/14724-asi-pns-2013-ibge-faz-um-amplo-retrato-da-saude-dos-adultos-brasileiros.html

Autora: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.