A importância da delegação de poderes dentro das empresas

Categoria dos serviços dos psicólogos: demandas comuns em clínica de psicologia
A importância da delegação de poderes dentro das empresas

Como a delegação de poderes pode contribuir com sua produtividade

Diversos casos relacionados com colapso mental e estresse chegam todos os dias aos consultórios de psicologia, justamente pelo excesso de atividades relacionadas com cargos de liderança. Entre as responsabilidades realizadas por gestores, certamente a de maior importância é a delegação de poderes.

A atividades de gestão de pessoas demandam tempo e energia de gestores, além dos inúmeros projetos que são realizados simultaneamente – e, claro, a busca desenfreada por resultados. Assim, tomar decisões por si só, é uma atividade que gera tensão e muito estresse. Mas saber que outra pessoa tomará decisões por nós, é algo que pode fugir do controle e de nossa supervisão.

A importância de saber delegar poderes

Está a procura de psicólogo em São Paulo para questões muito buscadas em consultórios de psicologia? Conheça os nossos psicólogos, veja o valor das consultas e agende sua consulta diretamente pelo nosso site.

Sempre ouvimos falar que um grande gestor é aquele que sabe delegar e desenvolver sua equipe. Mas quantos gestores estão devidamente preparados para a delegação de poderes?

Delegar poderes requer conhecer profundamente as demandas para saber quem pode assumir cada tarefa, confiar na responsabilidade e orientação dada aos líderes de suas equipes. E, no que tange ao ego, um certo desapego para saber que cada pessoa tem um raciocínio diferente para realizar tarefas.

O gestor também deve conhecer os pontos de controle de cada atividade e acompanhar a realização delas, assim como assumir as demandas, quando perceber que o desempenho pode ser comprometido. A delegação de poderes trata de ensinar cada integrante de sua equipe a caminhar sozinho, solicitar apoio e assumir riscos quando necessário.

Porém, muitos gestores, quando delegam atividades sem estar preparados psicologicamente para supervisionar e controlar cada etapa dos projetos, podem fazer sua equipe se sentir ameaçada ou mesmo desvalorizada. Principalmente ao atribuir projetos incompatíveis com os potenciais de seus colaboradores.

Sem o devido cuidado, isso gera um clima de competição na equipe e insegurança. Um bom gestor é aquele que consegue ir além das tarefas para um patamar mais alto, compreendendo o potencial e a fragilidade de cada integrante da equipe.

Confira nossas dicas para promover a delegação de poderes e a importância de desenvolver a equipe para assumir riscos e responsabilidades.

1) Conheça as habilidades dos integrantes de sua equipe

Para delegar poderes, responsabilidades e projetos, é preciso conhecer, em profundidade, os atributos de cada colaborador e em que cada um deles é realmente bom. Assim, ao delegar atividades a eles, eles não se sentirão sob pressão.

Delegar sem que o colaborador tenha todas as competências necessárias para cada atividade e o preparo psicológico para tal é, além de um risco, um atestado de falha de gestão. Por isso, conheça bem sua equipe para delegar com precisão.

2) Delegação de poderes com liderança

Não pense que delegar poderes e projetos é se livrar daquilo que você não aprecia fazer, ou descarregar em cima de alguém tarefas sem delinear o que e como deve ser feito. A delegação de poderes é importante, pois além de demandar uma atenção diferenciada, é possível se dedicar àquelas tarefas que ninguém em sua equipe pode fazer.

Ao delegar, estabeleça o que é necessário para assumir as responsabilidades relacionadas ao projeto. Perceba em quais momentos pode ser necessário acompanhar e se envolver em tomadas de decisão.

3) Crie pontos de controle para cada etapa dos projetos

Delegar é saudável e desenvolve sua equipe. Assumir novas atividades irá estimular que seus colaboradores desenvolvam potencialidades. Para isso é fundamental determinar pontos de controle claros e estabelecer em quais etapas será necessária a validação de um responsável compatível com a atividade.

>>>> Como criar uma rotina de trabalho saudável e produtiva

4) Ajude sua equipe a crescer e ensine a assumir riscos

Entenda onde sua equipe quer chegar e ajude os colaboradores a se desenvolver para tal. Os gestores crescem quando sua equipe cresce. Desafie, estimule a busca por conhecimento, proporcione treinamentos, ofereça cursos e proponha a gestão de projetos para aqueles que estão capacitados para assumir responsabilidades e riscos.

5) Crie uma metodologia e um ambiente de trabalho acessível e positivo

É muito importante criar uma metodologia para o fluxo de trabalho e demandas do departamento e projetos da área. Existem muitos aplicativos e sistemas que podem ajudar na gestão de projetos e acompanhamentos de tarefas. A tecnologia facilita a delegação de poderes, tanto em termos de prazos quanto em termos de dificuldades que podem surgir no projeto.

Isso irá auxiliar na produtividade e qualidade da equipe e das relações de trabalho. Se sua equipe cresce, você também cresce.

Gostou do artigo? Então pode se interessar por esse aqui: Empregabilidade: Desenvolva talentos ideais para o mercado

Quem leu esse texto também se interessou por:

  • 6 dicas para ter uma vida tranquila

    Dicas para ter uma vida mais tranquila
    Ter uma vida tranquila pode parecer um desafio e impossível em nossa atual conjuntura. Veja o que diz psicóloga com consultório em São Paulo, próximo ao Shopping Market Place
  • Engolir ou explodir de raiva, o que é pior?

    Engolir ou explodir de raiva
    Saiba o que é mais prejudicial, suprimir ou explodir de raiva. Entenda as nuances sob a perspectiva da psicóloga, cujo consultório se localiza em São Paulo
  • O poder do otimismo

    O poder do otimismo
    O conceito do otimismo envolve uma mistura de emoções construtivas e uma atitude positiva. O poder do otimismo é capaz de mudar vidas, afirmam os psicólogos

Autor: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)
*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.