Newsletter Gratuita
Assine Aqui

4 técnicas para gestão de conflitos na sua empresa

4 técnicas para gestão de conflitos na sua empresa

Como evitar problemas entre os seus funcionários? Aprenda como lidar com a gestão de conflitos.

A sua empresa precisa lidar com a gestão de conflitos entre os seus funcionários? Todos os seus colaboradores se dão muito bem ou alguns membros vivem implicando uns com os outros? Os psicólogos são unânimes em dizer que essa postura pode prejudicar a produtividade e o desenvolvimento profissional dos seus funcionários.

A gestão de conflitos deve focar na solução definitiva dos problemas e fazer com que todos os funcionários da empresa trabalhem como uma equipe. Mas como fazer com que isso funcione bem na prática?

Nesse texto daremos algumas dicas de gestão de conflitos para você aplicar na sua empresa. Acompanhe!

4 técnicas para gestão de conflitos nas empresas

1. Resolva os problemas como uma equipe

Valor Consulta Psicóloga Veluma






Não quero informar nome ou e-mail





Resolver os problemas como um time é uma técnica muito eficiente de gestão de conflitos. Quando os funcionários da sua empresa percebem que para alcançar um objetivo precisam trabalhar juntos, tendem a resolver os problemas de forma mais rápida e eficiente.

Para isso, é preciso entender quais fatos causam problemas e como a sua equipe de trabalho se dispõe a solucioná-los. Obter o consenso é fundamental. Como você sabe, para resolver os problemas é preciso considerar diferentes pontos de vista, por isso, embora eficaz, essa técnica leva algum tempo para de fato se concretizar.

2. Minimize as situações polêmicas

Psicólogos

Conheça os psicólogos e psicólogas do consultório. Veja o perfil detalhado de cada profissional.

A EQUIPE DE PSICÓLOGOS

Segundo os psicólogos, a gestão de conflitos deve focar na suavização dos problemas que ocorrerem na empresa. Mas como fazer isso? Quando as partes divergirem é preciso buscar os pontos em que estão de acordo. Já as diferenças devem ser discutidas com cuidado, sem levar os pontos opostos a extremos.

É preciso observar que essa técnica não resolve os conflitos, no entanto, fará com que a sua equipe de trabalho esfrie a cabeça e passe a enxergar outra solução para um problema. Isso tornará o ambiente de trabalho mais harmônico e tranquilo.

3. Atue como mediador

Quer receber mais conteúdos como esse?

Deixe seu e-mail abaixo e receba semanalmente conteúdos gratuitos
Politica de Privacidade
Não se preocupe, não fazemos spam.

A mediação é uma técnica de gestão de conflitos que permite que as partes renunciem a algo para alcançar um bem comum.

O mediador é a pessoa responsável por apresentar a equipe novas alternativas para um conflito. Deve ser visto como uma pessoa confiável e capacitada para lidar com os problemas. Para fazer isso, o mediador precisa seguir os seguintes passos.

Como Escolher meu Psicólogo?

Confira no nosso guia completo sobre psicólogo e psicoterapia. Nele você encontrará dicas do que considerar na escolha do seu psicólogo.

COMO ESCOLHER MEU PSICÓLOGO
  • Evite que algum dos envolvidos sinta que seus argumentos não estão sendo ouvidos.
  • Escute separadamente todos os funcionários envolvidos na situação de conflito.
  • Ao final do processo, escreva o ajuste e peça para os interessados assinarem.
  • Identifique se há interesses externos influenciando algum dos lados.
  • Procure alternativas que favoreçam igualmente os lados.
  • Exija respeito e foco de ambas as partes.

4. Deixe claro que o conflito enfrentado é unicamente profissional

Muitas pessoas lidam com a gestão de conflitos como sendo algo pessoal, o que pode fazer com que a resolução de um problema passe a ser menos importante do que estar certo ou errado.

Deixe claro que se trata de uma divergência profissional e promova uma comunicação aberta entre as partes envolvidas. Para isso, peça que todos se expressem com calma e que se mostrem abertos a outro ponto de vista.

A gestão de conflitos deve equipar a sua equipe de trabalho para resolver um problema o mais rápido possível, focando na raiz do problema. Além disso, é preciso observar que uma empresa é ambiente profissional e as emoções pessoais dos envolvidos não devem fazer parte da equação.

Quem leu esse texto também se interessou por:

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Sobre Psicóloga Thaiana Brotto

CRP 106524/06. CEO do consultório Psicologo Com.Br. Graduação em Psicologia pela PUC-PR em 2008. Pós-graduação em Terapia Comportamental pela USP. E pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *