O que um psicólogo faz

Tudo sobre psicologia e psicólogos

Entenda tudo sobre psicólogo nesta leitura passo a passo

Para muitas pessoas a psicologia ainda é a área de estudo das doenças mentais. Mas será que a psicologia apenas trata isso? Quando alguém diz que vai ao psicólogo, costuma-se pensar que ela possui transtornos psicológicos e desordens da mente. A fim de estudar e fazer compreender tudo sobre psicólogo, este texto irá desmistificar alguns mitos e explicar tudo sobre psicólogo e a psicologia.

  1. O que faz o psicólogo?
  2. Mitos e verdades: tudo sobre psicólogo
  3. Como encontrar um psicólogo
  4. Terapia Individual
  5. Principais abordagens terapêuticas
  6. Conheça uma clínica de psicologia

Vamos começar pelo termo: “psicologia”. Ele é originado do grego “psique”, que significa alma, ou espírito, para os dias de hoje, “mente”. A palavra “logos” tem a ver com “estudo” sendo, portanto, o estudo da mente.

Valor Consulta Psicóloga Andreia






Não quero informar nome ou e-mail





Um psicólogo trabalha com o estudo da mente. Mas o que, de fato, ele faz realmente?

Além de estudar todos os fenômenos psíquicos e comportamentais que uma pessoa pode ter ou desenvolver, também são analisadas as relações sociais, contextos familiares, identificação de transtornos que ainda não foram diagnosticados, entre outros.

Auxiliar na compreensão de causas de um problema

O psicólogo trabalha no auxílio de referências para que a pessoa possa compreender as origens de suas questões que não poderão ser resolvidas individualmente.

Ver quais são as possibilidades de solucionar este problema

Existem diversas ferramentas e técnicas que estão à disposição de um profissional para adequá-las da melhor forma possível à necessidade do cliente.

Diagnosticar certos tipos de transtornos

O diagnóstico poderá até prevenir doenças mais sérias, que tendem a se tornar crônicas e que exigirão até uso de medicamentos, se for o caso. Problemas de relacionamentos e até o uso de substâncias de dependências químicas, podem ser tratadas mediante entrevista, análises e sessões de conversas.

Na primeira consulta, o que um psicólogo faz

Na primeira consulta é feita uma abordagem, com uma série de questões, justamente para reconhecer o porquê da pessoa estar buscando ajuda. 

Conquistar confiança

Como geralmente os tratamentos se estendem por mais de uma sessão, o psicólogo terá conseguido obter mais confiança e familiaridade com os temas discutidos e poderão ser tratados de forma mais natural.

Planejamento de médio e longo prazo

Ele iniciará um plano de tratamento, o qual será traçado em parceria com o paciente, para que este se envolva em todo o processo a alcance os objetivos.

Na verdade, o psicólogo, sendo profissional da mente, o psicólogo estuda a forma como os distúrbios psicológicos podem ser prevenidos e tratados. Mas, de que forma ele faz isso? Por meio da observação atenta durante as várias sessões em que o paciente interage com ele.

Através do contato direto com o paciente, o psicólogo irá analisar as emoções, o comportamento, os valores sociais, os pensamentos e padrões de atitudes que, muitas vezes, não são percebidas pela pessoa e nem pelas pessoas próximas a ela.

Um psicólogo, ao contrário do que se diz, não dá conselhos. Ele é um profissional capacitado tanto quanto um médico psiquiatra para fazer seu serviço de atendimento, diagnóstico e tratamento. Apesar de parecer que ao questionar o paciente, por meio de perguntas, seja uma forma de “conversa”, o objetivo da terapia é permitir acesso à reflexão.

O processo de reflexão levará a pessoa no sentido de encontrar soluções para seus problemas. Um dos fatores que permitem solucioná-los é a aquisição do autoconhecimento. Cada sessão realizada é de extrema importância, além da confidencialidade que existe entre ambos: paciente e profissional.

Outro mito constante é de que a pessoa precisa ter algum tipo de distúrbio para procurar uma consulta com um psicólogo. Na grande maioria dos casos estudados, verificou-se que na sua origem, os problemas são mais existenciais e comportamentais do que neurológicos, por exemplo.

Nem todo psicólogo terá a solução definitiva para os problemas. As respostas para todos os problemas é algo que a ciência ainda está tentando alcançar. Portanto, o psicólogo tem por função, muitas vezes em conjunto com a pessoa, em construir a reflexão para chegar o mais próximo às transformações na vida.

A psicologia pertence à área da saúde? Sim. Como se trata dos aspectos da mente, elas estão intimamente relacionados à área do conhecimento que lida com o cérebro também.

Não necessita de idade para procurar um psicólogo. Hoje em dia, a psicologia vem sendo cada vez mais procurada por pessoas de várias idades, desde jovens, adultos e idosos. Há terapias de casal, em família, infantil, entre muitas outras especialidades bastante procuradas.

Está a procura de psicólogo em São Paulo para questões de ansiedade? Conheça os nossos psicólogos, veja o valor das consultas e agende sua consulta diretamente pelo nosso site.

O profissional de Psicologia trabalha em atendimentos em clínicas particulares e públicas. Mas também podemos encontrá-los em empresas (RH), hospitais e demais instituições.

O psicólogo ainda pode trabalhar nas áreas seguintes:

Psicologia Clínica: em clínicas e ambulatórios específicos.

Psicologia Hospitalar: atuando na recuperação física e mental junto a médicos e assistentes sociais.

Psicologia de RH: tanto nos exames psicológicos de condutores no trânsito, como em empresas públicas e privadas.

Psicologia Educacional: nas instituições de ensino na aprendizagem do jovem ou do adulto.

Psicologia Jurídica: auxílio de detentos, acompanhamento de adoções, nos casos de violência contra menores, mulheres, vítimas de racismo e preconceito etc;

4. Terapia Individual

Entenda como funciona e quais os benefícios da Terapia Individual

Todos nós, em algum momento da vida, passamos por momentos delicados e sentimos como se “o chão se abrisse”. Esses momentos podem ser raros ou frequentes, mas o fato é que nem sempre sabemos lidar com essas situações. Um desentendimento familiar, a perda de alguém querido, uma fase difícil no trabalho, filhos… São tantas preocupações. O tempo passa e parece que aquele problema passou junto com ele, mas basta surgir um novo problema que já nos lembramos de tudo aquilo que nos incomodou outrora. Isso significa que as angústias não passaram com o tempo.

A Terapia Individual busca tratar todos esses conflitos do indivíduo, trabalhando o que o levou a sentir aquela angústia, ansiedade ou tristeza e quais poderiam ser os caminhos escolhidos para lidar com aqueles problemas. Essa é uma maneira que o terapeuta conduz o paciente a enxergar com outros olhos o problema.

Terapia Individual: Parece complexo… Mas não é

Geralmente as pessoas enxergam o processo terapêutico como algo infinito e cheio de filosofias – pelo contrário. O processo terapêutico é dinâmico, em que paciente e psicólogo trocam ideias e decidem, num trabalho em conjunto, quais as melhores alternativas para a tomada de uma decisão, por exemplo.

Por que fazer Terapia Individual se posso desabafar com amigos?

Algumas diferenças precisam ser entendidas antes dessa resposta. Primeiro que a psicologia é uma ciência, ou seja, baseada em estudos aprofundados sobre o comportamento humano. Segundo que o psicólogo sempre será uma pessoa distinta do ciclo social do paciente. Isso significa que não haverá interferências ou influências na maneira como o profissional trabalhará as sessões, sendo neutro em suas análises e trocas de informações com o paciente. E, terceiro, que o psicólogo é um profissional habilitado para trabalhar com teorias concretas e estratégias fundamentadas em sessão.

Os benefícios da Terapia Individual

Os principais e mais importantes benefícios do processo terapêutico, é o paciente obter seu autoconhecimento e quais os seus limites. O autoconhecimento é a base de tudo: o paciente saberá identificar exatamente aquilo que lhe incomoda, quais as pessoas que quer por perto, quais seus objetivos pessoais e profissionais e buscará sempre aquilo que lhe faz realmente feliz.

Além do autoconhecimento, a convivência com as demais pessoas também terá um reflexo imediato. Isso porque, a pessoa que se conhece, sempre será uma pessoa mais equilibrada e alegre – aquele tipo de pessoas que todos querem por perto.

Por último, a terapia mostrará ao paciente que sempre há uma saída, mesmo para aqueles problemas que parecem que nunca terão fim. Sempre haverá um novo começo e sempre haverá uma nova oportunidade. Experimente!

5. Principais abordagens terapêuticas

Existem muitas abordagens terapêuticas que podem ser usadas pelo psicólogo, tais como: a terapia cognitivo-comportamental (TCC), a Gestalt-Terapia, interpessoal, sistêmica, de conversa, entre outras. Isso, quando o psicólogo ainda pode combinar esses estilos, alternando e adequando o tratamento à necessidade do paciente.

Com a psicoterapia a pessoa passará por novas formas de pensar e de trabalhar seus sentimentos e seus resultados são visíveis. Por isso, a relação de paciente-psicólogo deve ser participativa, ativa e envolvido em todos os processos.

É possível conversar com um psicólogo sobre todos os aspectos que afetam a vida do paciente junto com o psicólogo. Ele não está ali para fazer julgamentos morais e éticos, mas apenas para auxiliar na resolução de problemas.

6. Conheça uma clínica de psicologia

Uma boa clínica de psicologia será o ambiente ideal para o seu tratamento. Nela, o profissional estará pronto para ajudar e atender as pessoas de forma confiável, serena e objetiva. Ao procurar uma clínica, é importante considerar que cada pessoa é única e que, por esta razão, todo processo clínico e terapêutico deverá ser específico. O profissional fará o melhor para atender às suas expectativas.

Pessoas que sofrem de depressão, ansiedade, estresse, fobia, deficit de atenção, transtornos compulsivos, comportamentais, perda de ânimo, problemas em se relacionar, vícios, etc, são indicações de que ela precisa consultar um psicólogo.

Em geral, estes problemas citados, acometem a grande parte da população mundial e são considerados por muitos médicos como fatores de risco para doenças mais graves e crônicas.

Quando devo procurar um psicólogo?

Desmistificar os mitos e tabus sobre a psicologia é importante para a pessoa conhecer mais a fundo o trabalho do profissional da área. Com o passar do tempo, as pessoas começam a perceber que não existe mistério nenhum em uma consulta psicológica. Um psicólogo poderá ajudá-lo a vencer estes medos e barreiras que foram criados em torno da psicologia.

Saber tudo sobre psicólogo fará de você um multiplicador de seus benefícios! Aproveite e acesse nossos textos para obter dicas que promovem o seu bem-estar.

Autor: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)
*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.