Qual é a função das emoções?

Categoria dos serviços dos psicólogos: demandas comuns em clínica de psicologia
Qual é a função das emoções

Conheça a função das emoções e como elas estabelecem nossa relação com o mundo

A principal função das emoções é estabelecer um determinado estado de informações dentro do corpo que nos permitem ter respostas rápidas em diferentes situações como as de risco, por exemplo. A psicologia lida com emoções estabelecidas por experiências vividas e que são registradas de modos distintos em cada pessoa.

As emoções podem nos aproximar ou afastar de determinadas pessoas, lugares e situações. Pelo ponto de vista biológico, as emoções provocam alterações no corpo e provocam a liberação de adrenalina, serotonina e dopamina, por exemplo. Esses hormônios têm o poder de provocar alteração fisiológicas, físicas e psíquicas.

Algumas emoções básicas não necessitam aprendizado. Já nascemos com elas, tais como o medo, a segurança e o afeto. Outras emoções são estabelecidas e decodificadas pela mente conforme nosso meio cultural e nosso desenvolvimento cognitivo.

Está a procura de psicólogo em São Paulo para questões muito buscadas em consultórios de psicologia? Conheça os nossos psicólogos, veja o valor das consultas e agende sua consulta diretamente pelo nosso site.

A função das emoções mais instintivas é nos proteger de perigos. Porém, quando há disfunção devido a diversas situações ruins aos quais podemos ser submetidos, elas podem nos prejudicar, assim como nos impedir de um convívio saudável interpessoal ou ainda inibir reações adequadas com o meio externo.

Conheça a função das emoções nas nossas relações com o mundo

1) Facilitar nosso desenvolvimento social

As emoções facilitam nosso desenvolvimento social. Por meio das emoções podemos expressar de forma simples e natural o que sentimos em determinadas situações sejam elas boas ou ruins. Sendo assim, na perspectiva social, as emoções são fundamentais.

2) Facilitar a comunicação não verbal

Muitas vezes expressar uma emoção pode ser, para algumas pessoas, um pouco mais difícil do que para outras. É importante lembrar que a comunicação verbal não é o único meio existente para expressarmos aquilo que sentimos. Se quisermos saber como alguém está se sentindo, muitas vezes, é apenas preciso observar; por exemplo, nossa expressão no rosto pode ser mais informativa do que aquilo que falamos.

3) Indicar situações de perigo

Existem determinadas situações que o individuo esconde suas emoções. Esse tipo de habilidade é importante para diversas situações como, por exemplo, para não se indispor com um amigo. Mas é importante estar atento. A inibição emocional pode trazer consequências prejudiciais gravíssimas. Manifestar sentimentos e experiências emocionais é um hábito saudável e necessário.

4) Indicar sensação de bem-estar

O bem-estar e as emoções ligadas à felicidade estão vinculadas a aceitação, sentimentos de pertencimento e a capacidade de alcançar objetivos estabelecidos. E quando estamos assim, somos mais colaborativos, solidários e buscamos ser úteis.

Além do organismo liberar hormônios ligados à felicidade e que naturalmente proporcionam bem-estar, a função das emoções ligadas ao pertencimento e alegria nos permitem agregar e nos tornar parte de um grupo, e assim, socialmente bem sucedidos.

5) Desenvolver vínculos e empatia

Outra importante função das emoções é a capacidade de gerar empatia e repugnância. Assim, naturalmente iremos nos aproximar e sentir vínculo com pessoas que compartilham de opiniões morais e ideologias similares às nossas.

Do mesmo modo que iremos nos afastar e evitar pessoas que nos trazem sentimentos e emoções ligadas à rejeição e asco. Mesmo que essas emoções não tenham nenhuma razão lógica, o cérebro irá interpretar e estabelecer empatia tanto com pessoas que conhecemos quanto desconhecidos.

6) Busque ajuda para lidar com emoções exageradas

A função das emoções é, principalmente, contribuir com nossa evolução e amadurecimento, evitando alguns riscos, nos afastamento dos mesmos, e assim como para gerar laços com pessoas, locais e situação que nos trazem sensações boas e agradáveis.

A função das emoções é ser um termômetro, indicando nossa compatibilidades com pessoas e situações, de modo intuitivo, perceptivo e através de experiências vividas.

As emoções fazem parte da vida de uma pessoa psicologicamente equilibrada, assim como faz parte do dia-a-dia de pessoas que sofrem com transtornos psicológicos. Por isso, qualquer reação exagerada e reincidente, deve ser avaliada por um profissional da área da saúde mental, capaz de analisar e interpretar um evento isolado, de um comportamento que pode trazer prejuízos para a vida cotidiana.

Somente um psicólogo ou terapeuta poderá ajudar a lidar com as emoções de modo que elas ajudem em determinadas situações, ao invés de provocarem situações desastrosas e difíceis de contornar.

Saber lidar com as emoções é fundamental para o equilíbrio emocional, saúde psicológica, vida social e profissional bem sucedidas. Se suas emoções parecem estar trazendo prejuízo para suas relações, procure conversar com um psicólogo para entender como minimizar o impacto das emoções na vida pessoal.

Esse artigo foi útil? Pode ser que você se interesse por esse aqui também: Pânico, Medo e Fobias.

Outros textos que podem lhe interessar

Autor: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)
*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.