Autoaceitação e autoestima: entenda a diferença

Categoria dos serviços dos psicólogos: demandas comuns em clínica de psicologia
Autoaceitação e autoestima: entenda a diferença

Você conhece a diferença entre autoaceitação e autoestima? E como elas impactam em sua vida? Leia o texto e saiba mais.

A autoaceitação é o ingrediente fundamental para a receita para o bem-estar psicológico. Ela permite que você se sinta bem consigo mesmo, mesmo com as falhas, erros e frustrações que todos nós temos.

A autoaceitação é diferente da autoestima. Ela é resultado dos esforços das pessoas para reforçar a imagem de si mesmas por meio de suas conquistas. Mas quando as coisas não saem como planejadas a autoestima pode sofrer danos. E é nesse ponto que a autoaceitação tem um papel importante para reforçar a nossa autoestima.

Isso acontece porque a autoaceitação não depende de conquistas e elogios. Basta uma visão positiva de quem você realmente é e principalmente de se sentir muito bem com isso.

A autoaceitação e a autoestima precisam ser construídas ao longo da vida. E para isso é preciso saber se perdoar e se amar pelo que se é. Gostaria de saber a diferença entre autoaceitação e autoestima? Leia o artigo e confira!

O que é autoestima?

Está a procura de psicólogo em São Paulo para questões muito buscadas em consultórios de psicologia? Conheça os nossos psicólogos, veja o valor das consultas e agende sua consulta diretamente pelo nosso site.

Na psicologia o termo autoestima é usado para descrever a maneira como a pessoa enxerga em si mesma ou o seu próprio valor. Em outras palavras, o quanto você aprecia e gosta de si mesmo.

>>> Veja também: Passo a passo para aumentar a autoestima

A autoestima pode envolver uma variedade de crenças sobre si mesmo e normalmente envolve avaliações sobre a sua aparência, ações, vitórias e fracassos, relacionamentos etc. Ou seja, praticamente tudo o que acontece em sua vida.

Por isso, é muito importante cultivar uma boa autoestima. Ela irá impactar tanto em sua carreira como em seus relacionamentos interpessoais. A autoestima também impacta profundamente no tratamento de transtornos psicológicos.

A autoestima desempenha um papel significativo em sua motivação e sucesso durante toda a sua vida. A baixa autoestima pode impedi-lo de ter sucesso no trabalho, porque o faz acreditar que não é capaz de obtê-lo.

Por outro lado, ter uma autoestima saudável pode ajudá-lo a conquistar seus objetivos de vida. Com ela você acaba tratando todos os acontecimentos e situações com uma atitude positiva e assertiva. E isso é fundamental para o sucesso.

O que é autoaceitação?

A auto-aceitação é semelhante à autoestima, mas tem mais a ver com a maneira que a pessoa se sente consigo mesmo. Autoaceitação é amar-se plenamente, com todas as suas virtudes e falhas. É sobre amar quem você é hoje – e não quem você quer ser ou quem foi.

Com a autoaceitação você pratica um cuidado diário de si mesmo. E isso irá fortalecê-lo como um todo.

Ter compaixão por si mesmo também é parte fundamental da autoaceitação. Isso significa que você é capaz de se perdoar. E ter uma atitude assertiva diante de suas falhas ou ainda situações ruins.

Ter compaixão pelos outros também ajuda a desenvolver a compaixão por si mesmo. Tente praticar a empatia e entender que a vida de todos têm desafios e lutas, assim como a sua.

Se você se aceita por quem você é, é mais provável que você faça escolhas melhores e tenha uma saúde psicológica melhor. Fazer boas escolhas significa que você será mais capaz de alcançar outros objetivos e desenvolver outras habilidades. E com isso uma vida mais feliz e de maior sucesso.

Gostou do artigo? Então pode se interessar por esse também: Autoestima feminina: cultive a felicidade em sua vida.

Quem leu esse texto também se interessou por:

Autor: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)
*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.