Autoaceitação e autoestima: entenda a diferença

Categoria dos serviços dos psicólogos: demandas comuns em clínica de psicologia
Autoaceitação e autoestima: entenda a diferença

Você conhece a diferença entre autoaceitação e autoestima? E como elas impactam em sua vida? Leia o texto e saiba mais.

A autoaceitação é o ingrediente fundamental para a receita para o bem-estar psicológico. Ela permite que você se sinta bem consigo mesmo, mesmo com as falhas, erros e frustrações que todos nós temos.

A autoaceitação é diferente da autoestima. Ela é resultado dos esforços das pessoas para reforçar a imagem de si mesmas por meio de suas conquistas. Mas quando as coisas não saem como planejadas a autoestima pode sofrer danos. E é nesse ponto que a autoaceitação tem um papel importante para reforçar a nossa autoestima.

Isso acontece porque a autoaceitação não depende de conquistas e elogios. Basta uma visão positiva de quem você realmente é e principalmente de se sentir muito bem com isso.

A autoaceitação e a autoestima precisam ser construídas ao longo da vida. E para isso é preciso saber se perdoar e se amar pelo que se é. Gostaria de saber a diferença entre autoaceitação e autoestima? Leia o artigo e confira!

O que é autoestima?

Está a procura de psicólogo em São Paulo para questões muito buscadas em consultórios de psicologia? Conheça os nossos psicólogos, veja o valor das consultas e agende sua consulta diretamente pelo nosso site.

Na psicologia o termo autoestima é usado para descrever a maneira como a pessoa enxerga em si mesma ou o seu próprio valor. Em outras palavras, o quanto você aprecia e gosta de si mesmo.

A autoestima pode envolver uma variedade de crenças sobre si mesmo e normalmente envolve avaliações sobre a sua aparência, ações, vitórias e fracassos, relacionamentos etc. Ou seja, praticamente tudo o que acontece em sua vida.

Por isso, é muito importante cultivar uma boa autoestima. Ela irá impactar tanto em sua carreira como em seus relacionamentos interpessoais. A autoestima também impacta profundamente no tratamento de transtornos psicológicos.

A autoestima desempenha um papel significativo em sua motivação e sucesso durante toda a sua vida. A baixa autoestima pode impedi-lo de ter sucesso no trabalho, porque o faz acreditar que não é capaz de obtê-lo.

Por outro lado, ter uma autoestima saudável pode ajudá-lo a conquistar seus objetivos de vida. Com ela você acaba tratando todos os acontecimentos e situações com uma atitude positiva e assertiva. E isso é fundamental para o sucesso.

O que é autoaceitação?

A auto-aceitação é semelhante à autoestima, mas tem mais a ver com a maneira que a pessoa se sente consigo mesmo. Autoaceitação é amar-se plenamente, com todas as suas virtudes e falhas. É sobre amar quem você é hoje – e não quem você quer ser ou quem foi.

Com a autoaceitação você pratica um cuidado diário de si mesmo. E isso irá fortalecê-lo como um todo.

Ter compaixão por si mesmo também é parte fundamental da autoaceitação. Isso significa que você é capaz de se perdoar. E ter uma atitude assertiva diante de suas falhas ou ainda situações ruins.

Ter compaixão pelos outros também ajuda a desenvolver a compaixão por si mesmo. Tente praticar a empatia e entender que a vida de todos têm desafios e lutas, assim como a sua.

Se você se aceita por quem você é, é mais provável que você faça escolhas melhores e tenha uma saúde psicológica melhor. Fazer boas escolhas significa que você será mais capaz de alcançar outros objetivos e desenvolver outras habilidades. E com isso uma vida mais feliz e de maior sucesso.

7 dicas para aumentar a autoestima

7 dicas para aumentar a autoestima

Aumentar a autoestima é muito importante para que você tenha uma vida melhor e mais feliz. Leia nosso texto e veja como fazer isso.

Baixa autoestima traz problemas em sua carreira, relacionamentos e vida pessoal. E não para por aí, os psicólogos afirmam que a baixa autoestima pode se transformar em um transtorno mais grave como a depressão, por exemplo.

Ter uma autoestima saudável é fundamental para o bem-estar. Ela dá uma perspectiva positiva na vida e isso é reflete no trabalho, nos relacionamentos e basicamente em tudo que você faz.

Em nosso texto vamos lhe dar algumas dicas para aumentar a autoestima e assim conquistar uma vida saudável e plena. Confira!

1. Aceite-se

As pessoas devem lembrar todos os dias que são únicas e que a beleza é encontrada em todo ser humano. Todos nós temos os nossos pontos fortes e somos melhores em alguma coisa. O verdadeiro valor de uma pessoa não pode ser visto em apenas uma dimensão de sua vida.

Por exemplo, as pessoas geralmente invejam os ricos, achando que eles têm tudo e, portanto, são as pessoas mais felizes do mundo. No entanto, as melhores coisas da vida nunca podem ser compradas por dinheiro. Histórias de infelicidade entre os ricos estão em toda parte à nossa volta e isso é um sinal de que a riqueza não pode ser igualada à felicidade.

2. Se aprecie

Se aceitar e se apreciar são coisas completamente diferentes! A auto aceitação é um pré-requisito para a auto apreciação. No entanto, somente ela não é suficiente para melhorar a autoestima. A auto aceitação negativa pode ser extremamente prejudicial. Afirmar frases como “Eu não consigo aumentar minha renda por que eu aceito que sou fraco” irá minar sua autoestima.

Por isso se apreciar é muito importante. Ao direcionar pensamentos positivos, destacando as coisas boas sobre si mesmo irá lhe ajudar a aumentar a autoestima. Afirmar frases como “Eu escrevo muito bem” ou ainda “Sou muito bom no trabalho” fará maravilhas por você e pela sua vida.

3. Pare de se comparar com outras pessoas

Existem inúmeras causas para a baixa autoestima. E certamente o ambiente em que você vive é um deles. E ao conviver com outras pessoas é natural que nos comparemos com elas. E ao fazer isso é muito importante lembrar que todo mundo é diferente e você tem qualidades que nenhuma outra pessoa possui. Por isso, se deseja aumentar a autoestima, pare de se comparar com os outros, principalmente se isso for feito de forma negativa.

4. Diga adeus a culpa

Ninguém é perfeito. Cometer erros é parte natural da vida. Ninguém é isento de sofre e também de errar. Então, se você deseja aumentar a autoestima, é melhor começar a aceitar esse fato.

E pessoas com baixa autoestima tendem a se colocar ainda mais para baixo, aumentando a sua culpa e sendo severas e ríspidas consigo mesmas. Uma voz interior que reverbera dentro de suas cabeças lhes diz incessantemente que não há esperança. Este não deve ser o caso e ter controle sobre as vozes internas pode ser a solução para este problema.

5. Cerque-se de pessoas positivas

Ter amigos que são positivos diante dos desafios pode influenciar alguém a ver a vida da mesma maneira. E caso você se cerque de pessoas negativas, pode acabar acumulando pensamentos negativos.

6. Participe de atividades divertidas

Divertir-se de vez em quando libera o estresse, tira as ideias negativas da cabeça de alguém. E enche a mente de pensamentos positivos. Tenha um hobby, pratique um esporte, vá ao cinema. Preencher a sua vida com o que lhe faz feliz irá aumentar a autoestima.

7. Procure ajuda terapêutica para aumentar a autoestima

Quando tudo mais falhar, procure ajuda de um psicólogo. A terapia fornecerá ferramentas essenciais para aumentar a autoestima, bem como fortalecer o autoconhecimento. E também, a baixa autoestima pode levar a problemas mais sérios ou ainda ser sintoma de algo maior.

É possível aumentar autoestima com as ferramentas certas e a atitude correta. Amar-se irá lhe ajudar a ter uma vida mais saudável e melhor. E será a chave para seu sucesso em tudo, tanto no trabalho quanto na vida pessoal.

Quem leu esse texto também se interessou por:

  • A importância da delegação de poderes dentro das empresas

    A importância da delegação de poderes dentro das empresas
    A atividades de gestão de pessoas demandam tempo e energia de gestores. A delegação de poderes pode contribuir com sua produtividade, segundo psicólogo.
  • O poder do otimismo

    O poder do otimismo
    O conceito do otimismo envolve uma mistura de emoções construtivas e uma atitude positiva. O poder do otimismo é capaz de mudar vidas, afirmam os psicólogos
  • Qual é a função das emoções?

    Qual é a função das emoções?
    Conheça a função das emoções e como elas estabelecem nossa relação com o mundo, conforme descrito por um psicólogo, consultório da psicóloga localizado em São Paulo

Autor: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)
*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.