6 perguntas a fazer após o fim do relacionamento

Categoria dos serviços dos psicólogos: terapia de casal, relacionamentos, casamento, conjugal
6 perguntas a fazer após o fim do relacionamento

É possível usar o fim do relacionamento para se conhecer melhor e fazer uma abordagem consciente da história que você viveu. Saiba mais!

É normal se sentir triste e perdido após o fim do relacionamento. Os psicólogos esclarecem que um término é um período difícil da vida, que pode fazer com que você questione suas crenças fundamentais. No entanto, nem tudo são pedras. É possível usar a experiência vivida para melhorar seus próximos relacionamentos.

Nos últimos anos, um novo tipo de terapia vem ganhando popularidade: o aconselhamento pós-separação. Esse procedimento não visa a retomada da relação e nem em dizer ao psicólogo o que deu errado. O aconselhamento pós-separação foca em uma abordagem mais consciente, que permite compreender os padrões e conhecer-se melhor no processo.

Para te ajudar a entender melhor esse aconselhamento, preparamos algumas perguntas para fazer a si mesmo após o fim do relacionamento. Acompanhe!

6 perguntas para fazer a si mesmo após o fim do relacionamento

1. Como lidei com os conflitos?

Os psicólogos dizem que não existe certo ou errado quando o assunto é conflito de relacionamento. No entanto, saber como lidar com esses conflitos e como fazer valer os seus argumentos dentro de uma relação é importante. Também é preciso refletir sobre os seus relacionamentos passados: você evitava conflitos? Foi evasivo? Foi passivo-agressivo?

Descobrir como lida com conflitos em um relacionamento ajudará você a saber como argumentar e a entender melhor o seu próximo.

2. Como me senti quando as coisas ficaram difíceis?

Essa é uma importante pergunta para fazer a si mesma após o fim do relacionamento: como você lidou com os seus sentimentos quando as coisas estavam desconfortáveis? Você se sentiu culpado ou assumiu toda a culpa? Fingiu que estava tudo bem?

Isso é um fato, conflitos deixam as pessoas desconfortáveis. No entanto, é saudável lutar contra as emoções negativas e não deixar que elas definam quem você é. É preciso encarar os fatos e analisar se a sua atitude nos dias difíceis precisa ser melhorada.

3. Como administrei o meu coração partido?

Após o fim do seu relacionamento é preciso saber curar o seu coração partido. Assim como acontece em um desastre aéreo, é preciso colocar a máscara de oxigênio em você mesmo antes de ajudar os outros. Isso é fundamental principalmente nos momentos que se sentir muito triste.

Cuidar de si mesmo permitirá curar o seu coração partido e se fortalecer para os dias difíceis que virão pela frente. Além disso, esse processo permitirá que você passe a conhecer o seu processo de cura.

4. É possível tirar algo de positivo dessa experiência?

Está a procura de psicólogo em São Paulo para questões de relacionamentos ou terapia de casal? Conheça os nossos psicólogos, veja o valor das consultas e agende sua consulta diretamente pelo nosso site.

Psicólogos que trabalham com casais frequentemente percebem que ambos estão muito zangados e frustrados. A verdade é que, mesmo nos relacionamentos mais difíceis, sempre existem pontos positivos a serem explorados.

Esses pontos positivos permitirão descobrir algo importante sobre você e sobre como lida com seus relacionamentos. Esse processo de análise fará com que você se sinta menos ressentido e mais confiante ao engrenar um novo relacionamento.

5. O que você mudaria se pudesse?

Seguir em frente não significa esquecer o passado, mas sim aprender com ele. Ninguém é perfeito e sempre se comete erros dentro e fora de um relacionamento. Mas pense com calma a respeito de um ponto: o que você mudaria se pudesse? O que não teria dito? O que não teria feito? Essa análise é importante e pode indicar um padrão nos seus relacionamentos.

Além disso, refletir sobre coisas das quais você se orgulha permitirá que você destaque esses pontos em um relacionamento futuro. Mais fácil falar do que fazer? Esse é um exercício que deve ser feito regularmente para que você se sinta mais confiante no seu próximo relacionamento.

6. O que quero para o meu próximo relacionamento?

Segundo os psicólogos, após o fim do relacionamento é preciso reavaliar seus desejos. Muitos amigos se esforçam para dar dicas de como não sofrer com uma separação, muitas realmente úteis, outras nem tanto.

A verdade é que você não deve tomar uma decisão sobre o que não quer apenas para agradar os outros. Reflita sobre como você quer que seja a relação com seu ex e faça o possível para realizar isso.

Após o fim do relacionamento, independentemente de quão bom ele tenha sido, é preciso focar na pessoa mais importante do mundo: você! Seja a melhor versão de si mesmo e garanta que o seu relacionamento futuro seja o melhor possível.

Agora que você já sabe que perguntas fazer a si mesma após o fim do relacionamento que tal descobrir os principais tratamentos para o medo, o pânico e a fobia?

Outros textos que podem lhe interessar

Autor: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)
*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.