Clínica de Psicologia

Clínica de Psicologia

A psicologia é a ciência que estuda as questões relacionadas aos problemas da mente e dos comportamentos da pessoa na sua interação com o meio social. O local onde estas questões são resolvidas é na clínica de psicologia.

Como funciona uma clínica de psicologia?

A clínica de psicologia atua junto à comunidade, no tratamento de pessoas com problemas mentais, e emocionais bem como na prevenção de distúrbios diversos, inclusive distúrbios alimentares. O modelo da clínica de psicologia é baseado neste tipo de prestação de serviços o qual pode agir diretamente com os pacientes. Também pode atuar por meio de planos específicos juntamente com empresas, sempre visando a psicoterapia como auxílio nos tratamentos.

Na clínica de psicologia, o psicólogo atenderá seus pacientes com consultas que podem durar entre 50 minutos a uma hora. O ambiente de atendimento deverá apresentar conforto e comodidade ao paciente, no formato de salas com equipamentos adequados para receber clientes, casais e crianças.

Que legal que você chegou até aqui!. Se você estava procurando por psicólogo em São Paulo, conheça os psicólogos do nosso consultório, conheça os serviços de psicologia e também veja os valores das consulta. E se você quiser agendar sua consulta, pelo site ou por telefone ou ainda e-mail, estamos aqui para ajudá-lo.

Como age um psicólogo?

A maioria das pessoas hoje apresenta algum tipo de problema ou distúrbio, que podem ser de diferentes níveis, como depressão, ansiedade, estresse ou outra patologia. A psicologia pode ajudar no tratamento destas e de muitos outros transtornos, independente da faixa etária.

Existem diversos tipos de procedimentos e abordagens utilizadas na psicologia, cada qual com suas especificidades e métodos em relação aos problemas. No final de cada terapia, o paciente poderá, via estímulos, criar novas possibilidades de cura e capacidade para superar seus próprios desafios.

Saiba mais sobre Clínica de Psicologia e artigos relacionados nos textos abaixo elaborados pelos psicólogos do consultório

Psiquiatra ou Psicólogo

Psicólogo ou psiquiatra qual profissional procurar
Quais as diferenças e qual profissional escolher?
Psicólogo ou psiquiatra são os mesmos profissionais? Qual devo procurar? Não trabalham com os mesmos problemas? Essas perguntas você já deve ter feito…

Colapso mental

Principais sintomas de colapso mental
Principais sintomas de colapso mental
Embora o “colapso mental” não seja mais considerado um transtorno psicológico, sendo inclusive um termo não-médico, ele é considerado um momento em que ocorrem sintomas intensos de estresse e incapacidade de lidar com os desafios da vida. Apesar de não ser necessariamente uma doença, ele pode ser sintoma…

Mágoa

Como se livrar da mágoa
Como se livrar da mágoa
A mágoa pode machucar mais do que uma dor física. Ela pode inclusive prejudicar seriamente a sua vida. O estresse e as emoções negativas associadas a qualquer evento do passado podem causar desde distúrbios psicológicos até mesmo graves doenças físicas…

Controlar a Raiva

Dicas para controlar a raiva
Saber controlar a raiva é muito importante para obter uma vida saudável
Pessoas que vivem em um cotidiano extenuante são muitas vezes postas a prova. A pressão, seja do trabalho, em casa ou dos estudos, movidos pelo cumprimento de padrões sociais levam a pessoa a estados emocionais e mentais no seu limite. Então sobrevém emoções típicas como…

Aumentar a Autoestima

Dicas para aumentar a autoestima
6 dicas para aumentar a autoestima
Baixa autoestima traz problemas em sua carreira, relacionamentos e vida pessoal. E não para por aí, os psicólogos afirmam que a baixa autoestima pode se transformar em um transtorno mais grave como a depressão, por exemplo…

Autoestima

Passo a passo para aumentar a autoestima
Passo a passo para aumentar a autoestima
A boa autoestima é um pilar fundamental para o bem-estar, saúde e realização pessoal. E a falta dela é altamente prejudicial. Quando ela não é uma das causas dos muitos transtornos, a falta dela é um dos motivos…

Terapia de Casal

A terapia de casal é uma modalidade clínica de atendimento cuja finalidade é proporcionar no aumento do nível e das condições de saúde para o casal. A Terapia de casal procura oferecer aos parceiros a melhor forma de desatar empecilhos acumulados na experiência a dois.

A função do psicólogo é a de estabelecer as condições ideais para que a comunicação entre o casal funcione adequadamente. Com isto, as sessões de terapia de casal serão realizadas semanalmente e possuem a duração que varia entre 50 minutos a uma hora.

Terapia Individual

A terapia individual visa aprofundar os aspectos de nossa personalidade que se materializam em nossos comportamentos. A função do psicólogo é a de capacitar os processos mentais e emocionais do paciente mediante contato com as suas questões frente às disposições pessoais e nas relações sociais.

Terapia para adolescentes

Na maior parte das vezes, a procura por esta terapia vem através dos pais, que na busca de solucionar os problemas de seus filhos, também não compreendem alguns comportamentos relacionados a esta fase.

A psicologia de um adolescente pode ser turbulenta. Afinal, é nessa idade que um jovem se insere em um ambiente pleno de intenções, desafios e necessidades. E muitas vezes, por não entender precisamente a si próprio e ao ambiente que o rodeia, ele poderá agir de forma adversa.

Em geral, a procura pela terapia de adolescente se dá pelo consumo de drogas, exploração da sexualidade, problemas nas relações familiares, crises identitárias, falta de rumo nos estudos, entre outros.

Terapia e orientação de pais

A orientação por parte dos pais é de suma importância para o tratamento dos filhos. Os pais, em geral, trabalham como facilitadores entre o universo conhecido dos filhos e o ambiente externo. São eles que devem garantir as ferramentas necessárias para a construção de padrões comportamentais do indivíduo.

Cada ambiente familiar desempenha uma importante função na melhoria comportamental. A relação entre pais e filhos deve ser trabalhada de forma a abranger toda a complexidade que existe entre o ambiente externo e os comportamentos de cada membro da família.

Neste sentido, a psicologia comportamental evoluiu muito nos estudos e métodos aplicáveis na capacitação de pais para a formação de filhos dispostos a enfrentar o mundo, com segurança e autoestima pessoal.

Terapia de ansiedade

A ansiedade é hoje considerada como um dos grandes males da modernidade. A ansiedade patológica é um transtorno mental que pode desencadear sérias crises de pânico e fobias, se não for tratada.

A ansiedade é um estado psíquico natural que nos avisa sobre um determinado perigo. Em nosso cotidiano, o é estresse amplificado devido ao estilo de vida atribulado, às pressões profissionais, pessoais e financeiras.

Nossa mente e o nosso emocional não estão preparados para absorver de forma natural estes impulsos externos excessivos. E isso o ocasionará transtornos mentais graves. Veja os principais sintomas da ansiedade:

  • negatividade;
  • incapacidade para relaxar e dormir;
  • medo ou fobia;
  • sentimentos de angústia e inquietude

Terapia de fobias

A fobia aparece no momento em que há ansiedade elevada. Ela também é caracterizada pelo medo amplificado de alguma coisa, mas que não representa necessariamente um perigo real.

Existem muitos tipos de fobias. De acordo com o Manual Diagnóstico Estatístico de Transtornos mentais, há mais de 500 tipos já classificados. Entre os mais comuns estão:

  • zoofobia: medo de animais;
  • acrofobia: medo de altura;
  • claustrofobia: medo de lugares fechados;
  • fobia social: medo de falar ou estar em grande quantidade de pessoas;
  • hemofobia: medo de sangue, injeções e ferimentos.

As fobias tornam o indivíduo confinado em ambientes que acredita ser seguro, podendo-o afastá-lo do convívio social e gerar grande sofrimento.

Terapia para crianças

Da mesma forma que os adultos, as crianças também podem desenvolver transtornos mentais. Os pais se importam com o a segurança e o conforto dos filhos, mas é preciso entender que nem tudo está à suas mãos para resolver.

E quando os pais percebem que há algum comportamento preocupante, é importante que haja uma equipe de profissionais da área da psicologia para orientá-los.

Muitos podem ser os motivos dos problemas comportamentais de uma criança. Entre as causas mais comuns temos:

  • a perda de um ente muito próximo;
  • atribulações ou privações financeiras graves por parte dos pais;
  • divórcio e mudanças drásticas de ambientes e lares.

A função do psicólogo, neste caso, é a de buscar na mentalidade infantil, a compreensão do mundo que está girando ao seu redor, de forma natural.

Terapia da Síndrome do Pânico

A Síndrome do Pânico, de acordo com a psicologia clínica, ocorre quando há um súbito de medo acentuado que pode ocasionar reações físicas sérias. Este transtorno atinge aproximadamente 260 milhões de pessoas em todo o mundo. Estas reações podem ocorrer de diversas formas como:

  • crises inesperadas de pânico;
  • agorafobia (medo de sair de casa ou estar em público);
  • sintomas idênticos a um ataque cardíaco;
  • insuficiência respiratória.

Das suas causas, as mais comuns são: anormalidades neurológicas ou por histórico familiar, uso de substâncias químicas, estresse, traumas etc. O seu tratamento advém das terapias que são recomendadas, como a psicoterapia e a terapia cognitivo-comportamental.

Terapia de TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo)

A compulsão é definida por um tipo de comportamento em que a pessoa exerce de forma repetida, movida por um tipo de ansiedade. Ela pode afetar as suas funções sociais, educacionais ou profissionais.

A ansiedade é elevada a tal ponto que o indivíduo recorre a pensamentos e impulsos quase irracionais. Os tratamentos mais comuns para TOC são: a psicoterapia (que ajuda a reduzir a ansiedade, geralmente pela terapia comportamental) e a medicação (que controla os sintomas mais sérios).

Terapia para a depressão

A depressão é definida como a formação dos pensamentos automáticos ou involuntários que dominam a mente do indivíduo traz consigo aspectos relacionados à emoções negativas. Estas emoções pesam e intercedem negativamente nas ações da pessoa.

Quando a depressão se desencadeia pode ocasionar disfunções como problemas de concentração, falta de apetite, insônia, inércia, irritabilidade, melancolia, sentimento de culpa etc. A terapia para a depressão provoca o autoconhecimento de si, das funções do corpo e da mente, e sempre busca do equilíbrio e da retomada do controle da vida.

Terapia de transtornos bipolares

O Transtorno Bipolar é um transtorno de personalidade. Ela é caracterizada principalmente, pela alternância entre períodos de depressão e mania. Trata-se de um transtorno grave e considerada a doença que mais causa suicídios no mundo.

O transtorno bipolar não tem cura. E nesse sentido, a psicoterapia tem um papel fundamental para ajudar o indivíduo a conseguir retomar a sua vida. O tratamento irá ajudar o paciente a controlar suas fases de mania e depressão, a retomar a sua rotina e a evitar as crises.

Quando devemos procurar um psicólogo?

Hoje as pessoas procuram as clínicas pois compreendem a seriedade da ajuda profissional que a psicologia clínica pode fornecer. Isso por que as pessoas estão cientes do que os transtornos e desordens mentais podem não apenas causar sério sofrimento como também destruir vidas.

O trabalho do psicólogo não apenas ouve a pessoa, mas ajuda o paciente a lidar sob a melhor forma com as emoções e pensamentos. Desta forma, ele ajudará a evidenciar aspectos que a pessoa não está percebendo, trata e ressignifica situações traumáticas que desencadearam os transtornos.

E a psicoterapia não atua apenas no âmbito da doença. Ela ajuda os indivíduos a descobrirem a si mesmos, a desenvolverem suas habilidades e viverem de forma plena.

Primeiro o paciente deve querer o tratamento, seja por um sofrimento ou para desenvolvimento pessoal. Vale lembrar que nem todas as questões serão discutidas em apenas uma única sessão. É no decorrer a terapia que são descobertos problemas latentes ou velados, que antes não foram deduzidos.

>>> Você também pode se interessar por outros assuntos relacionados a psicólogo e psicologia.

Autora: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.