Quando devo considerar fazer uma terapia de casal?

Categoria dos serviços dos psicólogos: terapia de casal, relacionamentos, casamento, conjugal
Quando devo considerar fazer uma terapia de casal

A busca pela terapia de casal vem crescendo muito. Descubra como os parceiros podem colher os frutos para curar e desatar as suas inquietações na sua relação.

Procurar ajuda externa nem sempre significa que a terapia de casal é válida apenas e exclusivamente para casos últimos, de violência, separação ou crises psicológicas. Os psicólogos afirmam que as terapias para casais vão muito além destes casos, inclusive para a manutenção da saúde do relacionamento.

Mas a pergunta principal é: qual é o melhor momento para um casal procurar um terapeuta? Em teoria, quando a relação “está bem” e os parceiros vivem um relacionamento saudável, parece não haver necessidade de buscar terapia.

No entanto, cada pessoa possui padrões comportamentais e histórico de relacionamentos que, muitas vezes, expressam condutas diferentes ou levantam questionamentos, quando apresentadas. Nossos caminhos são construídos pelas decisões tomadas e tais julgamentos, de erros e acertos acabam provocando acúmulos substanciais na subjetividade da pessoa.

É exatamente neste ponto em que pode entrar a terapia. Os vestígios que vão se acumulando de experiências passadas influenciam a vida do indivíduo de forma inconsciente, na maioria dos casos. Estes mecanismos, por vezes, o impossibilitam de encaminhar processos emocionais, desatar traumas, ou mesmo enfrentar novos percursos.

O passado no presente

Está a procura de psicólogo em São Paulo para questões de relacionamentos ou terapia de casal? Conheça os nossos psicólogos, veja o valor das consultas e agende sua consulta diretamente pelo nosso site.

Perceber como os relacionamentos anteriores foram importantes para organizar uma ideia sobre como proceder, e compreender a relação atual é uma das chaves mais importantes para o bem-estar do casal.

Primeiramente, não é simples determinar padrões comuns de comportamento sem levar em conta as questões de origem individual e subjetiva. No entanto, a resultante de casos clínicos, geralmente obedece algum tipo de referência.

>>>Leia também:8 hábitos de casais felizes

É fato que as relações de hoje passam por verdadeiros mitos do que é ideal ou do que é aceitável e inaceitável. Estes mitos alimentam as definições dos relacionamentos que acabam se enquadrando nestes protótipos pré-estabelecidos. E quando o casal se dá conta, ao esperar atingir o patamar de perfeição ou desejo de relação, os projetos caem por terra.

A ideia do “amor eterno” foram e continuam sendo propagados infinitamente. A barreira que separa o mito do real é complexa e cheia de armadilhas. A terapia, neste caso, será uma das saídas possíveis para desembaralhar as confusões e mal-entendidos.

A obrigação do casal se tornar “ideal” para si, e para os outros, repercute na ideia de não saber lidar com problemas que não podem ser previstos, o que gera, consequentemente a insegurança, medo e, no pior dos casos, a indevida cobrança.

A busca pela terapia de casal

Normalmente os casais vão atrás de um psicólogo quando as coisas já se encontram no seu sentido mais problemático. A comunicação entre o casal já não suporta mais a via da tolerância e compreensão. Infelizmente, o não conhecimento sobre a terapia, faz com que casais evitem a procura, mesmo quando não passam por crises.

O psicólogo terapeuta fornecerá ao casal as ferramentas necessárias para escavar aquilo que se encontra obscurecido das performances e comportamentos de cada parceiro. Ele ajudará a criar clareza nos processamentos que o casal não está percebendo.

Todos os casais passam por momentos ruins e bons, isto é fato. Saber como lidar nas situações críticas é o que a maioria deseja. A terapia de casal funciona desde que os dois percebam que vale a pena indagar o que, de fato, está errado e certo na relação. Somando estas expectativas com o psicólogo, é possível obter uma grande melhoria no relacionamento e na qualidade de vida.

Vencida esta etapa de autoconhecimento, o próximo passo se dá mediante a conquista da harmonia e da clareza na comunicação: antes do amor, o respeito e a afinidade são mais que relevantes. Saber discernir o momento ideal da terapia representa perceber a si mesmos seus ideais. A terapia de casal busca sempre nos parceiros, a participação ativa nos seus diversos níveis.

O profissional identificará estes lastros, pontos de convergência e divergência, armazenamento de conflitos internos e externos, para que as mudanças almejadas, sejam finalmente processadas.

Alguns aspectos das mudanças

A terapia de casal promove, sem dúvida, uma melhor qualidade de vida, equilibrando todas as particularidades que existe no casal. O objetivo do psicólogo funciona como intermediário para o diálogo assertivo, abrindo assim, um campo de visão muito mais amplo. Confira os principais mudanças promovidas pela terapia de casal.

  • Comunicação;
  • Entendimento do passado;
  • Conflitos e nós desatados;
  • Harmonização de objetivos em comum;
  • Equilíbrio e sintonia das individualidades;
  • Respeito e confiança;
  • Tolerância e bom senso;
  • Aumento do companheirismo;
  • Satisfação na vida conjugal como um todo.

A terapia de casal termina por engatilhar as motivações que os parceiros tanto buscavam no início da relação. Isso diminui distanciamentos e amplifica as chances de sucesso e felicidade.

Procure agora a melhor forma de encaminhar os entendimentos sobre a sua relação pela terapia de casal. Saiba mais sobre terapia de casal nos nossos textos elaborados por nossos psicólogos.

Quem leu esse texto também se interessou por:

  • Como lidar com a traição

    Como lidar com a traição
    Lidar com a traição é difícil, mas é necessário. Para reduzir os danos é preciso enfrentar essa mágoa. Consultório em São Paulo, próximo Shopping Market Place
  • Por que comparações destroem relacionamentos

    Comparações podem destruir relacionamentos
    Um bom relacionamento não é dado, é sim cultivado. E há muitas atitudes que podem fazê-lo prosperar ou prejudicá-lo, consultório próximo ao Shopping Morumbi
  • Meu companheiro é um agressor psicológico?

    Companheiro é um agressor psicológico
    Infelizmente muitas pessoas estão se relacionando com um agressor psicológico e não percebem. Localização do consultório em São Paulo, próx. ao Market Place

Autor: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)
*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.